Pessoas usando máscaras de proteção caminham por rua em Paris, França, 27 de maio de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Sociedade e cotidiano
As principais notícias, reportagens e artigos sobre sociedade e a rotina cotidiana.

Arqueólogos descobrem mais de 3.000 moedas e útero de bronze em santuário na Itália (FOTOS)

© Foto / Direcção de Cultura e do Turismo de AidimEscavações arqueológicas na província de Aidim, no ocidente da Turquia
Escavações arqueológicas na província de Aidim, no ocidente da Turquia - Sputnik Brasil, 1920, 06.08.2022
Nos siga noTelegram
Arqueólogos italianos que realizavam escavações em um antigo santuário situado na comuna italiana de San Casciano dei Bagni na província de Siena, desenterraram mais de 3.000 moedas, bem como oferendas de sacrifício de bronze em forma de várias partes do corpo humano, como orelhas, pernas ou úteros.
De acordo com a agência ANSA, na época romana, muitas pessoas esperavam se livrar de suas enfermidades através dessas dádivas aos deuses.
San Casciano dei Bagni é conhecida por suas nascentes geotérmicas que começaram a ser utilizadas desde os tempos dos etruscos.
Antes da recente descoberta, os arqueólogos, que trabalham no sítio há três anos, já tinham descoberto um tanque, altares e objetos dedicados aos deuses.
No entanto, a verdadeira surpresa, anunciada pelo arqueólogo Jacopo Tabolli, chegou nas últimas semanas com a descoberta de termas romanas ao ar livre, bem como de um santuário de vários níveis construído durante o reinado do imperador Augusto e edificado no lugar de outro ainda mais antigo que remonta à época etrusca.
Tabolli observou que talvez o mais importante dos novos achados seja um surpreendente útero de bronze, elaborado na época que vai do final da República Romana ao começo do Império.
"Os úteros de terracota são frequentemente descobertos em templos estruscos e dedicados à fertilidade; os de bronze são extremamente raros", explicou o arqueólogo.
Além disso, no local foram desenterradas "mais de 3.000 moedas recém-cunhadas" dessa época, disse Giacomo Pardini, especialista da Universidade de Salermo.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала