Pessoas usando máscaras de proteção caminham por rua em Paris, França, 27 de maio de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Sociedade e cotidiano
As principais notícias, reportagens e artigos sobre sociedade e a rotina cotidiana.

Revelados tesouros de galeão espanhol que naufragou no séc. XVII (IMAGENS)

© Foto / Enigma RecoveryXícaras de porcelana chinesa encontradas em navio naufragado
Xícaras de porcelana chinesa encontradas em navio naufragado - Sputnik Brasil, 1920, 05.08.2022
Nos siga noTelegram
Uma equipe de pesquisadores está examinando os restos encontrados no Nuestra Señora de las Maravillas, um navio espanhol que transportava materiais preciosos até Espanha.
O Museu Marítimo das Bahamas abrirá as portas na segunda-feira (8) com uma exposição dos tesouros perdidos de um galeão espanhol que afundou no séc. XVII, anunciou a organização.
O Nuestra Señora de las Maravillas (Nossa Senhora das Maravilhas) afundou no lado ocidental do Pequeno Banco das Bahamas, em 4 de janeiro de 1656, tendo apenas 45 de 650 pessoas sobrevivido. Muitos foram comidos por tubarões. Pingentes incrustados com joias e correntes de ouro estão entre os achados.
Em 1654 o navio recolheu prata de vários portos nas Américas e, armado com 36 canhões de bronze, seguiu para Cartagena, na costa ocidental da Colômbia, tendo como objetivo chegar a Sevilha, na Espanha. No entanto, a embarcação foi obrigada a permanecer mais tempo no porto colombiano para evitar os furacões de inverno a caminho da metrópole.
Em 4 de janeiro de 1656, devido a um erro de navegação, o Nuestra Señora de las Maravillas colidiu com outro navio no norte das Bahamas, chamado Nuestra Señora de la Concepción. Menos de meia hora após o acidente, o Nuestra Señora de las Maravillas atingiu um recife de coral e afundou, com a maioria das 650 pessoas a bordo morrendo naquela noite. Estima-se que apenas 45 pessoas tenham sobrevivido.
As tentativas iniciais de encontrar o navio parecem não ter tido sucesso. Em 1972 ele foi redescoberto, e a maior parte do tesouro foi retirada até o início dos anos 1990.
Agora o galeão está sendo submetido pela primeira vez a uma análise científica, liderada por Carl Allen, filantropo, explorador e fundador da empresa Allen Exploration (AllenX).
Entre os tesouros recuperados estão moedas de prata e ouro, esmeraldas, ametistas e uma barra de prata de 75 libras. A equipe também encontrou itens pessoais pertencentes à tripulação, tais como o punho de prata de uma espada, um anel de pérolas, duas garrafas de vinho e quatro pingentes usados pelos cavaleiros da Ordem de Santiago, além dos restos de um astrolábio de bronze, uma antiga ferramenta astronômica usada para determinar a posição das estrelas, e frascos para armazenar alimentos.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала