Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Japão envia jatos de combate às ilhas Sakishima após aproximação de drones da China

© AP Photo / Eugene HoshikoCaça F-35 de última geração no Japão
Caça F-35 de última geração no Japão - Sputnik Brasil, 1920, 05.08.2022
Nos siga noTelegram
Nesta sexta-feira (5), a Força Aérea de Autodefesa do Japão entrou em estado de alerta após dois drones chineses se aproximarem das ilhas Sakishima, ao sul da região japonesa de Okinawa.
Conforme publicou o jornal japonês Yomiuri Shimbun, um drone de vigilância e um drone kamikaze deixaram o mar da China Oriental e entraram no oceano Pacífico, na região das ilhas japonesas de Sakishima, em diferentes momentos. Os drones teriam mantido quase a mesma rota em todas as oportunidades.
Ainda segundo a publicação, os drones não violaram o espaço aéreo japonês. Mesmo assim, a Defesa do país decidiu enviar diversos jatos de combate como medida de precaução.
Após a visita da presidente da Câmara dos Representantes dos Estados Unidos, Nancy Pelosi, a Taiwan, o comando ocidental do Exército de Libertação Popular (ELP) da China deu início a um exercício militar de larga escala em seis áreas em torno da ilha. Os exercícios devem continuar até o domingo (7).
Como parte dos exercícios chineses, diversos mísseis foram disparados na região. Alguns desses projéteis chegaram ao mar do Japão, levantando preocupações das autoridades japonesas.
© AFP 2022 / Sam YehGuardas de honra segurando bandeira taiwanesa durante cerimônia em Taipé, Taiwan, 4 de junho de 2022
Guardas de honra segurando bandeira taiwanesa durante cerimônia em Taipé, Taiwan, 4 de junho de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 05.08.2022
Guardas de honra segurando bandeira taiwanesa durante cerimônia em Taipé, Taiwan, 4 de junho de 2022
Na terça-feira (2), Pelosi esteve em Taipé em meio a um tour pela Ásia, apesar de diversos alertas da China. O governo chinês considera Taiwan parte integrante de seu território e se opõe a contatos diretos de lideranças estrangeiras com a ilha.
Pelosi é a maior liderança a visitar Taiwan em 25 anos. A visita se tornou um novo ponto de tensão nas relações entre Washington e Pequim no que diz respeito a Taipé. Apesar do apoio militar de Washington a Taiwan, a Casa Branca não reconhece a independência da ilha e oficialmente apoia a política de uma só China.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала