Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

China suspende cooperação com EUA em áreas militares e civis após visita de Pelosi a Taiwan

© AP Photo / Andy WongBandeiras dos EUA e China (imagem de arquivo)
Bandeiras dos EUA e China (imagem de arquivo) - Sputnik Brasil, 1920, 05.08.2022
Nos siga noTelegram
China suspendeu cooperação com os EUA em várias áreas militares e civis, informou nesta sexta-feira (5) Ministério das Relações Exteriores da China.
Além disso, as autoridades de Pequim cancelaram uma reunião entre responsáveis de Defesa chineses e estadunidenses após a recente visita da presidente da Câmara dos Representantes dos EUA, Nancy Pelosi.
A chancelaria da China anunciou que Pequim decidiu suspender reuniões de trabalho bilaterais entre responsáveis de Defesa dos EUA e da China e interromper a cooperação entre os dois países em segurança marítima.
O ministério divulgou uma lista de áreas onde não haverá mais comunicação entre autoridades chinesas e norte-americanas. Estas incluem reuniões de trabalho entre departamentos de Defesa, consultas de segurança marítima, cooperação sobre imigração ilegal, assistência judicial, crimes transnacionais, controle de drogas e alterações climáticas.
Uma conversação telefônica planejada entre altos comandantes militares dos dois países também foi cancelada, segundo comunicado.
Mais cedo nesta sexta-feira (5), a chancelaria da China anunciou sanções pessoais contra Pelosi e seus familiares mais próximos.
O presidente Joe Biden escuta, enquanto se encontra virtualmente com o presidente chinês Xi Jinping, na Sala Roosevelt da Casa Branca em Washington, segunda-feira, 15 de novembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 03.08.2022
Panorama internacional
EUA perderam China para sempre após visita de Pelosi a Taiwan, diz analista
Em 2 de agosto, a presidente da Câmara dos Representantes dos EUA, Nancy Pelosi, visitou Taiwan em uma iniciativa controversa, apesar dos fortes protestos de Pequim que levaram a uma severa condenação do que a China viu como violação da sua soberania pelo governo de Biden.
A partir de 2 de agosto, o Exército da China lançou uma série de exercícios militares de fogo real em torno de Taiwan.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала