Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Forças Armadas da Venezuela desativam explosivos pertencentes a grupos armados da Colômbia (FOTOS)

© AFP 2022 / Federico ParraSoldados do Exército venezuelano marcham durante um desfile militar para comemorar o 211º aniversário da independência venezuelana em Caracas, em 5 de julho de 2022
Soldados do Exército venezuelano marcham durante um desfile militar para comemorar o 211º aniversário da independência venezuelana em Caracas, em 5 de julho de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 04.08.2022
Nos siga noTelegram
Segundo o presidente, Nicolás Maduro, a "narcoligarquia" da Colômbia de estar por trás dos grupos armados e terroristas que entram na Venezuela e cabe às Forças Armadas repreenderem e exterminarem quaquer indício de sabotagem.
As Forças Armadas Nacionais Bolivarianas (FANB) desativaram 11 artefatos explosivos improvisados ​​pertencentes a grupos armados colombianos no estado fronteiriço de Apure, informou o chefe do Comando Operacional Estratégico da Venezuela (Ceofanb), Domingo Hernández Lárez.
Setor La Coromoto, município de Páez-Apure, as URRA [Unidades de Reação Rápida] da Milícia encontraram dois artefatos explosivos TANCOL [Terroristas Armados Colombianos] tipo cilindro de 50 quilos e nove artefatos explosivos improvisados ​​de quatro quilos, que foram desativados por engenheiros de combate, assegurados por tropas de ação rápida.
Oficiais militares desarmaram outros 30 explosivos em Apure no final de julho.
A FANB mantém operações de segurança de fronteira contra grupos armados colombianos desde o final do ano passado. Segundo o chefe do Ceofanb, isso permitiu à FANB desativar 22 aviões ilegais que violavam o espaço aéreo do país até agora este ano.
Desde 2012, as autoridades venezuelanas destruíram um total de 300 aeronaves ligadas ao tráfico de drogas, segundo Hernández Lárez. Além disso, a FANB destruiu mais de 250 acampamentos de grupos armados colombianos em Apure e 46 pistas de pouso clandestinas entre os estados de Zulia (oeste) e Falcón (norte).
O candidato presidencial Gustavo Petro, da coalizão Pacto Histórico, gesticula durante uma reunião em Bogotá, Colômbia, quarta-feira, 8 de junho de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 22.06.2022
Panorama internacional
Após conversa com Maduro, Petro anuncia que Colômbia e Venezuela vão reabrir fronteiras
O presidente, Nicolás Maduro, denunciou no mês passado que seu país é vítima de "conspirações para sabotar a recuperação econômica, atacar refinarias, serviços públicos, contra a paz e a segurança".
Da mesma forma, o chefe de Estado acusou a "narcoligarquia" da Colômbia de estar por trás dos grupos armados e terroristas que entram em seu país.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала