Washington confirma criação de 'exército ucraniano de TI' para atacar Rússia, indica MRE russo

© Foto / Força Aérea dos EUAComando Cibernético dos EUA
Comando Cibernético dos EUA - Sputnik Brasil, 1920, 03.08.2022
Nos siga noTelegram
Os EUA e seus aliados usam as tecnologias de informação para fins ofensivos e admitem a criação de um "exército de TI da Ucrânia" para atacar a Rússia, afirmou o vice-chanceler russo, Oleg Syromolotov.
Falando sobre a terceira sessão do grupo de trabalho aberto da ONU sobre tecnologias da informação e comunicação (TIC), Oleg Syromolotov afirmou que a delegação russa, "com base em fatos, lembrou que os EUA e seus aliados utilizam estas tecnologias para fins ofensivos".
Em Washington, a bandeira da Rússia é vista diante do prédio da embaixada russa na capital dos Estados Unidos, em 15 de abril de 2021 (foto de arquivo) - Sputnik Brasil, 1920, 26.07.2022
Panorama internacional
Na ONU, Rússia exige fim de 'acusações infundadas' de agressão cibernética: 'Parem de distorcer'
Anteriormente, o MRE russo informou que grupos de hackers da Ucrânia, bem como dos EUA e da Geórgia, realizam ataques cibernéticos contra agências governamentais russas e de outros países, e que 22 grupos de hackers estão envolvidos em operações ilegais, sendo os mais ativos o Exército de TI da Ucrânia, o GhostClan dos EUA, GNG da Geórgia e o Squad303 da Polônia.
Recentemente, em entrevista à Sky News, o general Paul Nakasone confirmou pela primeira vez que hackers militares norte-americanos "realizaram uma série de operações ofensivas" em apoio à Ucrânia.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала