Pessoas usando máscaras de proteção caminham por rua em Paris, França, 27 de maio de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Sociedade e cotidiano
As principais notícias, reportagens e artigos sobre sociedade e a rotina cotidiana.

Rússia colocará satélite iraniano em órbita

© Sputnik / Sergei Mamontov / Abrir o banco de imagensLançamento do foguete portador Soyuz-2.1a com a nave Soyuz MS-14 (imagem referencial)
Lançamento do foguete portador Soyuz-2.1a com a nave Soyuz MS-14 (imagem referencial) - Sputnik Brasil, 1920, 03.08.2022
Nos siga noTelegram
Um foguete Soyuz-2.1b levará em breve o satélite Khayyam, do Irã, para o espaço, com outras 16 aeronaves desenvolvidas por universidades e empresas russas.
O satélite de sensoriamento remoto Khayyam, desenvolvido por especialistas russos em um comando na província iraniana de Semnan, será lançado na próxima terça-feira (9) a partir do cosmódromo de Baikonur, no Cazaquistão.
De acordo com a agência espacial estatal russa Roscosmos, a nave será colocada em órbita pelo foguete Soyuz-2.1b, equipado com o bloco de aceleração Fregat.
Além do satélite iraniano, o lançador transportará 16 aeronaves de pequeno porte projetadas por várias universidades, empresas e organizações sem fins lucrativos russas.
Foguete Simorgh é lançado pelo Irã, 30 de dezembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 16.05.2022
Panorama internacional
Irã anuncia produção e lançamento de 7 satélites com tecnologia nacional
Essas máquinas destinam-se à pesquisa científica e tecnológica, em particular no campo da comunicação, na medição do nível de radiação eletromagnética, no sensoriamento remoto da Terra e no monitoramento da situação ambiental.
Em julho, o Irã informou que seu foguete transportador de satélites explodiu após o lançamento. O lançador de satélites de propulsão híbrida, testado pela segunda vez em 26 de junho, teve problemas para percorrer o caminho pretendido para a órbita.
O Irã deu início ao seu programa espacial na década de 2000, usando o míssil terra-ar Shahab-4 como base para a criação de um lançador de satélites próprio. Em 2009, Teerã estabeleceu no norte do país a base de lançamento de Semnan.
Foguete Soyuz 2.1a no Cosmódromo Vostochny, na Rússia - Sputnik Brasil, 1920, 30.05.2022
Panorama internacional
Roscosmos define data da nova missão lunar da Rússia
Devido ao alto custo, o programa espacial iraniano chegou a ficar suspenso entre 2015 e 2017. Apesar disso, os militares iranianos já conseguiram colocar dois satélites em órbita, um em 2020 e outro em março deste ano.
Em maio, Teerã anunciou que pretende produzir e lançar sete satélites até meados de 2023.
O programa espacial do Irã é visto com preocupação pelos Estados Unidos e seus aliados. Além de Washington, Alemanha e França acusam o desenvolvimento militar iraniano de ameaçar as bases do Plano de Ação Conjunto Global (JCPOA, na sigla em inglês), também conhecido como acordo nuclear iraniano.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала