Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

EUA fornecem armamentos e desempenham a função de 'apontador' na Ucrânia, diz chancelaria russa

© Sputnik / MRE russoRepresentante oficial do MRE russo, Maria Zakharova, durante briefing em 22 de julho de 2021
Representante oficial do MRE russo, Maria Zakharova, durante briefing em 22 de julho de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 02.08.2022
Nos siga noTelegram
O fornecimento de armas pelos EUA à Ucrânia é acompanhado não apenas por formação, eles também desempenham a função de apontadores, disse nesta terça-feira (2) Maria Zakharova, a representante oficial do Ministério das Relações Exteriores da Rússia.
"A entrega de armas não é apenas acompanhada de treinamento para seu uso, mas neste caso eles desempenham a função de apontadores de forma clara", disse a diplomata.
As declarações do representante do Departamento Principal de Inteligência do Ministério da Defesa da Ucrânia Vadim Skibitsky confirmam que os EUA estão diretamente envolvidos nos combates na Ucrânia, afirmou Zakharova.
Anteriormente, em uma entrevista ao jornal britânico Telegraph e falando sobre o uso de sistemas de lançamento múltiplo de foguetes HIMARS dos EUA utilizados pelos militares ucranianos, ele se recusou a responder diretamente à pergunta sobre quem fornecia as imagens de satélite que as forças ucranianas utilizam para os ataques, indicando que antes dos lançamentos eles têm consultas com os EUA e eventualmente os americanos podem cancelar o ataque se "não estiverem satisfeitos com o alvo definido".
"Não é necessária nenhuma outra confirmação do envolvimento direto dos EUA nas hostilidades no território da Ucrânia", observou Zakharova.
Ela ressaltou que "os EUA estão diretamente envolvidos, não é preciso saber mais nada sobre o quão afastados eles estão da situação".
"Eles estão totalmente envolvidos. Agora os representantes de Kiev falam sobre o seu envolvimento militar não apenas através do fornecimento de armas, mas através do gerenciamento de pessoal nas fileiras das Forças Armadas da Ucrânia, instruções diretas e seleção de alvos", acrescentou Zakharova.
Rússia ameaça cortar relações diplomáticas com os EUA se Washington declarar a Rússia um "país patrocinador do terrorismo", de acordo com a representante da chancelaria russa.
Joe Biden, presidente dos EUA, recebe notícia de que o projeto de lei CHIPS plus passou a Câmara dos Representantes no Prédio do Escritório Executivo de Eisenhower, perto da Casa Branca, Washington, EUA, 28 de julho de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 02.08.2022
Panorama internacional
EUA anunciam US$ 550 milhões em assistência militar à Ucrânia
Em relação ao diálogo sobre a estabilidade estratégica, Zakharova notou que os EUA devem primeiro decidir por si próprios se estão preparados para um verdadeiro diálogo sobre a estabilidade estratégica baseado na igualdade e no respeito mútuo. Por enquanto a Rússia vê apenas a agitação dos parceiros americanos.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала