Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Ministro alemão foi condenado por ter admitido que Ocidente cometeu erros nas relações com Moscou

© AFP 2022 / Bernd Weissbrod Winfried Hermann, membro da Aliança 90/Os Verdes, toma posse como ministro dos Transportes, Estugarda, sul da Alemanha, 12 de maio de 2021
Winfried Hermann, membro da Aliança 90/Os Verdes, toma posse como ministro dos Transportes, Estugarda, sul da Alemanha, 12 de maio de 2021
 - Sputnik Brasil, 1920, 01.08.2022
Nos siga noTelegram
O ministro dos Transportes do estado federal alemão de Baden-Wurttemberg, Winfried Hermann, acusou o Ocidente de ter perdido a oportunidade para construir relações mutuamente vantajosas com a Rússia, provocando uma reação "chocante" por parte dos seus colegas, comunicou a edição Compact.
No documento divulgado pela mídia, Hermann afirmou que os líderes dos países ocidentais tinham tido a oportunidade de construir uma nova arquitetura de segurança no continente, levando em conta os interesses da Rússia e de outros repúblicas soviéticas, logo depois da Guerra Fria. Contudo, segundo a publicação, o Ocidente ignorou tal oportunidade ao fazer possível a expansão da OTAN para o Leste.

"São palavras incomuns para um politico dos 'verdes': há muito que o partido se abdicou dos seus ideais pacifistas, transformando-se de fato em um aliado de Kiev no conflito na Ucrânia. Claro que a iniciativa de Hermann de imediato provocou uma forte reação", diz o artigo.

Segundo os jornalistas, o chefe da facção do Partido Democrático Liberal alemão no landtag (parlamento regional) de Baden-Wurttemberg, Hans-Ulrich Rulke, criticou estas declarações. Ele apelou para o primeiro-ministro do estado federal, Winfried Kretschmann, interferir na situação.
Anteriormente, o embaixador chinês nas Nações Unidas, Zhang Jun, salientou que cinco ondas da expansão da OTAN semearam conflitos na Europa em vez de trazer a segurança.
A Rússia tem repetidamente declarado que a OTAN visa o confronto. O porta-voz do presidente russo, Dmitry Peskov, afirmou que a futura expansão da aliança não vai trazer mais segurança à Europa, já que a OTAN tem um caráter agressivo.
O presidente russo, Vladimir Putin, faz discurso na sede do Serviço de Inteligência Externa da Rússia (SVR, na sigla em russo) - Sputnik Brasil, 1920, 01.08.2022
Panorama internacional
The Guardian: sanções contra Rússia tornaram Putin mais forte do que nunca
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала