Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

EUA dizem que submarinos da Austrália sob AUKUS são movidos e não armados com energia nuclear

© AP Photo / Primeiro-sargento Amanda GraySubmarino de ataque rápido USS Missouri (SSN 780), da classe Virginia, saindo da base conjunta de Pearl Harbor-Hickam para uma implantação programada na zona da responsabilidade da 7ª Frota, em imagem fornecida pela Marinha dos EUA
Submarino de ataque rápido USS Missouri (SSN 780), da classe Virginia, saindo da base conjunta de Pearl Harbor-Hickam para uma implantação programada na zona da responsabilidade da 7ª Frota, em imagem fornecida pela Marinha dos EUA - Sputnik Brasil, 1920, 01.08.2022
Nos siga noTelegram
Os submarinos que a Austrália vai receber sob o pacto Austrália-Reino Unido-Estados Unidos (AUKUS) serão movidos a energia nuclear, não com armas nucleares, disse o secretário de Estado, Antony Blinken, nesta segunda-feira (1º).
"Alguns perguntaram sobre nossa nova parceria com o Reino Unido e a Austrália, conhecida como AUKUS. Por meio dessa parceria, a Austrália adquirirá submarinos. Quero enfatizar que esses submarinos serão movidos a energia nuclear, não armados com energia nuclear", disse Blinken na Conferência de Revisão do Tratado de Não Proliferação de Armas Nucleares (TNP) nas Nações Unidas, em Nova York.
"Outros países têm esse tipo de submarino. E eles seguirão os mais altos padrões de segurança e não proliferação sob o TNP. Estamos trabalhando em estreita colaboração com a AIE [Agência Internacional de Energia] para garantir que seja esse o caso", acrescentou.
Submarino nuclear USS Indiana (SSN 789) da classe Virginia, dos EUA (imagem referencial) - Sputnik Brasil, 1920, 29.07.2022
Panorama internacional
Indonésia aponta preocupações com tecnologia de propulsão naval nuclear em meio ao avanço do AUKUS
O governo australiano anterior abandonou o programa de US$ 64 bilhões (cerca de R$ 331,9 bilhões) para adquirir até 12 submarinos projetados pela França. Em vez disso, a Austrália chegou a um acordo com o Reino Unido e os Estados Unidos dentro de um pacto de segurança trilateral, o AUKUS. Sob o pacto, Washington e Londres se comprometeram a ajudar Camberra a adquirir submarinos movidos a energia nuclear. O ex-chanceler francês Jean-Yves Le Drian chamou a medida de "punhalada nas costas".
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала