Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Rússia apresenta à ONU dados que apontam a Ucrânia como autora de ataque a centro de detenção

© AP Photo / John MinchilloDmitry Polyansky em fala no Conselho de Segurança das Nações Unidas (CSNU), em 23 de setembro de 2021
Dmitry Polyansky em fala no Conselho de Segurança das Nações Unidas (CSNU), em 23 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 31.07.2022
Nos siga noTelegram
Vice-chanceler russo nas Nações Unidas, Dmitry Polyansky, diz que provas são irrefutáveis e que a ONU não deve se esquivar de condenar Kiev.
A Rússia repassou à Organização das Nações Unidas (ONU) dados que evidenciam a responsabilidade da Ucrânia no ataque ao centro de detenção preventiva da cidade de Elenovka, na República Popular de Donetsk (RPD).
A informação foi dada na madrugada deste domingo (31), pelo vice-chanceler russo nas Nações Unidas, Dmitry Polyansky.
"Hoje informamos ao secretário-geral da ONU, Antonio Guterres, que temos provas irrefutáveis ​​da responsabilidade da Ucrânia pelo bombardeio a Elenovka. A ONU não deve se esquivar de condenar este crime do regime de Kiev", escreveu Polyansky, em sua conta no Telegram.
Consequências do bombardeio ucraniano do centro de detenção de Elenovka na República Popular de Donetsk (RPD)
 - Sputnik Brasil, 1920, 30.07.2022
Panorama internacional
Responsabilidade criminal pelo massacre em Elenovka é de Zelensky e dos EUA, diz MD russo
Polyansky enfatizou que a Rússia condena as tentativas de Kiev de culpar a Moscou pelo ataque. "Pedimos à ONU que dê imediatamente uma avaliação objetiva do que aconteceu", disse Polyansky, acrescentando que a Rússia lançou uma investigação internacional sobre o caso, envolvendo especialistas internacionais, para identificar e levar à justiça os autores do ataque. "Vamos esperar pela reação do secretário-geral da ONU", concluiu Polyansky.
Mais cedo, o Ministério da Defesa russo anunciou que a Rússia havia convidado especialistas das Nações Unidas e da Cruz Vermelha para participar da investigação sobre o bombardeio mortal ao centro de detenção.
O centro de detenção de Elenovka, onde são colocados os prisioneiros de guerra ucranianos, foi bombardeado por tropas ucranianas na manhã da última sexta-feira (29). De acordo com autoridades da RPD, o número de mortos no ataque chegou a 53, e mais de 130 ficaram feridos.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала