Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Kosovo adia início das restrições que provocaram aumento de tensões com a Sérvia

© AP PhotoGuarda no Kosovo aparece se aproximando de grade, em Gjilan (foto de arquivo)
Guarda no Kosovo aparece se aproximando de grade, em Gjilan (foto de arquivo) - Sputnik Brasil, 1920, 31.07.2022
Nos siga noTelegram
Após o apelo do embaixador norte-americano Jeffrey Hovenier, as autoridades do Kosovo anunciaram o adiamento das restrições de entrada de sérvios, medida que fez eclodir as tensões na república autoproclamada, neste domingo (31).

"O governo do Kosovo concordou em adiar a implementação da decisão de segunda-feira, 1º de agosto de 2022 para 1º de setembro de 2022, quando as barricadas serão removidas e a liberdade de circulação será restaurada no norte do Kosovo", disseram as autoridades de Kosovo em comunicado.

A decisão foi tomada após uma reunião entre o embaixador americano Jeffrey Hovenier e as autoridades de Kosovo. No entanto, o adiamento foi acordado apenas com a condição de que as barricadas na região norte fossem oficialmente removidas.

"O governo da República do Kosovo condena veementemente o bloqueio de hoje das estradas no norte do Kosovo e os disparos por parte de pessoas armadas de estruturas ilegais", diz o comunicado. "Trata-se da tendência de desestabilizar o Kosovo e colocar em risco a paz e a segurança dos cidadãos e do nosso país."

A medida foi bem recebida por figuras internacionais, incluindo Joseph Borrell, alto representante da União Europeia para os Negócios Estrangeiros e a Política de Segurança.
Comemoramos a decisão do Kosovo de adiar as medidas para 1º de setembro. Esperamos que todos os obstáculos sejam removidos imediatamente. As questões em aberto devem ser abordadas através do diálogo, facilitado pela UE [União Europeia], e centrar-se na normalização das relações entre o Kosovo e a Sérvia, essencial para os seus percursos de integração na UE.
As tensões regionais aumentaram após autoridades do Kosovo anunciarem que documentos emitidos pela Sérvia não terão mais validade para entrar no país, em mais um capítulo da longa crise do Kosovo, desde a intervenção da Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN), em 1999.
Mais cedo neste domingo (31), a representante oficial do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Maria Zakharova, afirmou que Moscou defende que as autoridades do Kosovo e seus líderes de Washington e Bruxelas devem "cessar as provocações e respeitar os direitos dos sérvios no Kosovo".
"Os líderes do Kosovo sabem que os sérvios não permanecerão indiferentes em caso de ataque direto às suas liberdades e eles deliberadamente escalaram as tensões para provocar um cenário militar. Claro, Belgrado é o foco do ataque, que o Ocidente busca 'neutralizar'", afirmou a representante.
Mais cedo, a imprensa local afirmou que sirenes de alerta de ataque aéreo foram ligadas em regiões do norte do Kosovo, onde residem populações sérvias. Segundo relatos, houve a formação de barricadas e foram ouvidos barulhos de tiros esporádicos.
Paraquedista dos EUA, que faz parte da missão de paz da OTAN no Kosovo - Sputnik Brasil, 1920, 31.07.2022
Panorama internacional
Missão da OTAN diz estar pronta para intervir em caso de ameaça à estabilidade no Kosovo
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала