Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Blinken resiste à pressão do Senado dos EUA para declarar Rússia como 'patrocinadora do terrorismo'

© AP Photo / Al DragoO secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken, testemunha durante audiência do Comitê de Relações Exteriores do Senado no Capitólio, em Washington, DC, 26 de abril de 2022
O secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken, testemunha durante audiência do Comitê de Relações Exteriores do Senado no Capitólio, em Washington, DC, 26 de abril de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 30.07.2022
Nos siga noTelegram
O secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken, continua relutante em designar a Rússia como um Estado patrocinador do terrorismo, apesar da pressão do Congresso e da Ucrânia, informou o New York Times (NYT).
Blinken está resistindo a fazer um movimento que forçaria os EUA a impor sanções a seus aliados que fazem negócios com a Rússia e destruir as vias restantes para a diplomacia nas relações com Moscou, apesar de "semanas" de pressão, disse o NYT na sexta-feira (29).
A Casa Branca ainda não tornou pública a posição do presidente dos EUA, Joe Biden, enquanto a Câmara dos Representantes vem pressionando pela designação desde maio, com a presidente Nancy Pelosi tendo advertido Blinken pessoalmente que, se o Departamento de Estado não designar a Rússia como patrocinadora estatal do terrorismo, o Congresso o faria.
O presidente ucraniano Vladimir Zelensky pediu aos EUA que designassem a Rússia como patrocinadora estatal do terrorismo em meados de abril, e o parlamento ucraniano reiterou o pedido no início de maio. Um grupo de senadores dos EUA redigiu prontamente com uma resolução relevante.
Na quinta-feira (28), o Senado dos EUA aprovou uma resolução não vinculante pedindo ao Departamento de Estado que designasse a Rússia como um Estado patrocinador do terrorismo por suas ações na Chechênia, Geórgia, Síria e Ucrânia. O porta-voz do Departamento de Estado, Ned Price, disse a repórteres que a designação não mudaria praticamente nada, uma vez que as sanções já estão em vigor.
Câmara dos Representantes americana no Capitólio em Washington, EUA, 28 de fevereiro de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 29.07.2022
Panorama internacional
EUA deverão apresentar projeto de lei chamando Rússia de patrocinadora do terrorismo, escreve mídia
Na semana passada, o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, disse que a designação norte-americana da Rússia como Estado patrocinador do terrorismo teria consequências para as relações bilaterais.
Até agora, os EUA designaram Cuba, Coreia do Norte, Irã e Síria como países que patrocinam o terrorismo.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала