Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Poder da Moldávia está pronto para arrastar país para guerra com Rússia, diz ex-presidente moldavo

© Sputnik / Aleksei Maishev  / Abrir o banco de imagensPresidente do Partido dos Socialistas da República da Moldávia, Igor Dodon, durante uma coletiva de imprensa após eleições legislativas na Moldávia, 12 de julho de 2021
Presidente do Partido dos Socialistas da República da Moldávia, Igor Dodon, durante uma coletiva de imprensa após eleições legislativas na Moldávia, 12 de julho de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 29.07.2022
Nos siga noTelegram
As autoridades moldavas, representadas pela presidente Maia Sandu e o partido governista Ação e Solidariedade, estão prontas para arrastar o país para a guerra e justificar o envio de tropas da OTAN, a fim de permanecer no poder, acredita o ex-líder da república Igor Dodon.
Sandu afirmou em uma coletiva de imprensa em Bucareste, Romênia, que vai solicitar a ajuda dos seus aliados em caso de conflito militar com a Rússia.

"As autoridades fantoches do país, lideradas por Maia Sandu, estão prontas para fazer tudo a fim de permanecer no poder e 'justificar' o envio de tropas da OTAN para a Moldávia. Na opinião de Maia Sandu e do partido Ação e Solidariedade, um eventual conflito com a Rússia vai mudar a agenda da política externa e tirar a atenção dos cidadãos dos problemas econômicos graves, da alta dos preços da energia, das pensões e salários, 'devorados' por uma inflação colossal", escreveu Dodon no seu canal no Telegram.

Segundo o ex-presidente moldavo, tal posicionamento das autoridades se explica pelos interesses militares estrangeiros, já que o governo fala de forma direta sobre o arrastamento da Moldávia para a guerra regional, embora não haja sinais e riscos disso.
A presidente da Moldávia Maia Sandu em uma coletiva de imprensa após a reunião com o presidente francês Emmanuel Macron em Chisinau, 24 de junho de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 30.06.2022
Panorama internacional
Moldávia pode se reunir com Romênia para acelerar adesão à UE, diz analista

"O partido governista Ação e Solidariedade precisa de um foco de guerra e medo para permanecer no poder. O Ocidente também incentiva isso. […] Contudo, a Moldávia precisa de neutralidade e de relações externas equilibradas. A Moldávia não quer guerra e não quer políticas beligerantes em relação à Rússia ou a qualquer outro país", destacou.

Após o início da operação militar especial de desnazificação e desmilitarização da Ucrânia, o Ocidente fortaleceu a pressão de sanções contra a Rússia. O rompimento das cadeias logísticas levou ao aumento de preços do combustível e alimentos na Europa e nos EUA, o que afetou milhões de famílias europeias. A recusa da Europa de se sentar à mesa de negociações com a Rússia só fez com que a situação econômica na União Europeia piorasse.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала