Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Ucrânia retira Lula de lista de acusados de fazer propaganda a favor da Rússia

© RICARDO STUCKERTO ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) durante ato de campanha em Diadema (SP)
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) durante ato de campanha em Diadema (SP) - Sputnik Brasil, 1920, 27.07.2022
Nos siga noTelegram
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) foi retirado pelas autoridades ucranianas, nesta quarta-feira (27), da lista oficial de "Palestrantes que promovem narrativas consonantes com a propaganda russa". O ex-mandatário era o único brasileiro na lista.
A acusação contra Lula estava publicada no site do chamado Centro de Combate à Desinformação no Conselho de Segurança e Defesa Nacional da Ucrânia. A lista reúne lideranças políticas, pesquisadores e jornalistas de diversos países — quase metade dos Estados Unidos.
A entidade foi criada pelo presidente Vladimir Zelensky no ano passado, em meio à escalada de tensões entre Rússia e Ucrânia que culminou na operação militar especial russa no país vizinho. A ideia do centro é combater notícias supostamente manipuladas pelo Kremlin.
A presença de Lula na lista foi percebida na segunda-feira (25). Dois dias depois, ele não estava mais lá.
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) durante ato em Pernambuco - Sputnik Brasil, 1920, 27.07.2022
Notícias do Brasil
Lula: Se Bolsonaro tentar golpe no Brasil, vai pagar preço muito caro
A lista indicava que o ex-presidente brasileiro figurava ali porque disse que Zelensky é tão culpado quanto o presidente da Rússia, Vladimir Putin, pelo conflito e por ter supostamente dito que Putin deveria liderar uma nova ordem mundial.
A primeira declaração foi dada durante uma entrevista à revista Time. Quanto à segunda, não há registros.

"Eu não conheço o presidente da Ucrânia. Agora, o comportamento dele é um comportamento um pouco esquisito, porque parece que ele faz parte de um espetáculo. Ou seja, ele aparece na televisão de manhã, de tarde, de noite, aparece no Parlamento britânico, no Parlamento alemão, no Parlamento francês como se estivesse fazendo uma campanha. Era preciso que ele estivesse mais preocupado com a mesa de negociação", disse o petista. "Às vezes fico vendo o presidente da Ucrânia na televisão como se estivesse festejando, sendo aplaudido em pé por todos os parlamentos, sabe? Esse cara é tão responsável quanto o Putin. Ele é tão responsável quanto o Putin", afirmou Lula à revista Time.

Lula em discurso na Cinelândia, Rio de Janeiro, 7 de julho de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 21.07.2022
Notícias do Brasil
Lula e aliados articulam encontro do ex-presidente com embaixadores do BRICS
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала