Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Kiev atacou usina nuclear para causar desastre, diz Ministério das Relações Exteriores russo

© Sputnik / Konstantin MikhailchevskyUsina nuclear de Zaporozhie, sob controle de militares russos, na Ucrânia, em 8 de março de 2022
Usina nuclear de Zaporozhie, sob controle de militares russos, na Ucrânia, em 8 de março de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 27.07.2022
Nos siga noTelegram
A Ucrânia está deliberadamente tentando causar um desastre causado pelo homem em larga escala realizando ataques contra a usina nuclear de Zaporozhie, disse um representante oficial do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Ivan Nechaev, nesta quarta-feira (27).
Em 20 de julho, drones militares ucranianos atacaram a central nuclear quatro vezes, mas não causaram danos ao reator.
Soldados alemães vão carregar obuseiros tanque 2000 para transporte para a Lituânia na base do exército Bundeswehr em Munster, norte da Alemanha, segunda-feira, 14 de fevereiro de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 27.07.2022
Panorama internacional
Alemanha aprova venda de 100 obuseiros para a Ucrânia, diz Spiegel
Nechaev condenou esses ataques, enfatizando que eles não apenas violam as decisões da Conferência Geral da Agência Internacional de Energia Atômica, mas também comprometem a segurança da maior usina nuclear da Europa.

"Parece que ninguém em Kiev se incomoda com o bombardeio rotineiro de instalações nucleares. É óbvio que o lado ucraniano está deliberadamente pressionando por um desastre causado pelo homem em larga escala", disse Nechaev em uma coletiva de imprensa.

Placa de rua em Wall Street, nos Estados Unidos - Sputnik Brasil, 1920, 27.07.2022
Panorama internacional
Ucrânia faz ameaça aos bancos ocidentais
Em 4 de março, as forças russas assumiram o controle total da central nuclear de Zaporozhie.
As tropas russas chegaram a um acordo com funcionários ucranianos para protegerem a planta juntos.
Especialistas russos prestam assessoria ao pessoal da fábrica ucraniana, responsável pela gestão e operação da central nuclear de Zaporozhie.
Desde então, Kiev ameaçou tomar medidas contra autoridades locais e outros "colaboradores" que trabalham para a Rússia nos territórios capturados.
Palácio do Itamaraty na Esplanada dos Ministérios - Sputnik Brasil, 1920, 27.07.2022
Notícias do Brasil
Itamaraty envia embaixador do Brasil na Ucrânia de volta para Kiev
Desde o início da operação militar especial russa na Ucrânia, no dia 24 de fevereiro, os EUA e seus aliados iniciaram a aplicação de sanções contra Moscou. Entre as medidas estão restrições econômicas às reservas internacionais russas e a suas exportações de petróleo, gás, carvão, aço e ferro.
Segundo o Kremlin, o objetivo da operação é "desmilitarizar" e "desnazificar" a Ucrânia, após pedido de ajuda das repúblicas populares de Donetsk (RPD) e Lugansk (RPL) para combater ataques de tropas ucranianas.
A missão, segundo o Ministério da Defesa russo, tem como alvo apenas a infraestrutura militar da Ucrânia. Além disso, as Forças Armadas da Rússia têm acusado militares ucranianos de usar "métodos terroristas" nos combates, como fazer civis de "escudo humano" e se alojar em construções não militares.
Ministro das Relações Exteriores turco, Mevlut Cavusoglu, durante reunião com o seu homólogo russo, Sergei Lavrov, em Moscou, 16 de março de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 27.07.2022
Panorama internacional
Chanceler turco: certos países tentaram bloquear acordo de grãos para prolongar conflito na Ucrânia
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала