- Sputnik Brasil, 1920
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Vice-presidente da Colômbia vai ao Brasil e não tem agenda com Bolsonaro, mas encontra Lula

© Folhapress / Isaac FontanaEx-presidente Lula se reúne com a vice-presidenta eleita da Colômbia, Francia Márquez na sede da Fundação Perseu Abramo em São Paulo, 26 de julho de 2022
Ex-presidente Lula se reúne com a vice-presidenta eleita da Colômbia, Francia Márquez na sede da Fundação Perseu Abramo em São Paulo, 26 de julho de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 26.07.2022
Nos siga noTelegram
Não se sabe se a autoridade colombiana não encontrou com o presidente porque não o considera forte suficiente para ganhar as eleições ou se preferiu "marcar" direto com Lula, uma vez que por aceitar encontrar com petista, Bolsonaro poderia declinar reunião.
A recém-vice-presidente eleita da Colômbia, Francia Márquez, anunciou que está iniciando uma viagem pela América Latina para buscar consenso, diálogo e dar apoio ao programa político nacional que busca fortalecer a implementação da paz no país e na região, a proteção ambiental, entre outras questões.
Como vice-presidente eleita, iniciamos hoje [26] nossa turnê pela América Latina. Começando pelo Brasil, passando pelo Chile, Argentina e Bolívia. Queremos estabelecer um diálogo fraterno com lideranças políticas e sociais sobre questões de paz, igualdade, mudanças climáticas e questões raciais justiça na região.
Entretanto, no Brasil, Márquez não se encontrará com o presidente, Jair Bolsonaro (PL), mas sim com os ex-presidentes Lula e Dilma Rousseff. De acordo com a coluna de Lauro Jardim em O Globo, a autoridade colombiana não pediu reunião com ninguém do governo Bolsonaro, o que seria o usual nestas situações.
A coluna questiona qual seria o motivo e aponta dois: ou Márquez e Bogotá já consideram Bolsonaro carta "fora do baralho" diante dos resultados das pesquisas de intenções de voto no Brasil para o pleito deste ano, ou como queria se encontrar com Lula, resolveu ela mesmo abrir mão de uma agenda com Bolsonaro que, semanas atrás, desmarcou uma reunião com o presidente de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, pelo simples motivo de que ele também se encontraria com Lula.
A futura vice-presidente tomará posse oficialmente no dia 7 de agosto, quando Gustavo Petro tomar posse como presidente, o primeiro da esquerda na história colombiana.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала