Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

EUA admitem que democracia e soberania da Ucrânia está sob ameaça da corrupção interna do país

© AP Photo / Andrew HarnikO porta-voz do Departamento de Estado, Ned Price, responde a uma pergunta de um repórter durante uma entrevista coletiva no Departamento de Estado em Washington, em 28 de fevereiro de 2022
O porta-voz do Departamento de Estado, Ned Price, responde a uma pergunta de um repórter durante uma entrevista coletiva no Departamento de Estado em Washington, em 28 de fevereiro de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 26.07.2022
Nos siga noTelegram
A soberania e as instituições democráticas do governo ucraniano estão ameaçadas pela corrupção interna, além da operação militar especial russa, declarou o porta-voz do Departamento de Estado dos EUA, Ned Price, nesta terça-feira (26).
Os comentários de Price vieram no bojo das declarações da representante oficial do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Maria Zakharova.
Na segunda-feira (25), ela acusou a UE de fechar os olhos à corrupção ucraniana enquanto fornecia armas ao país.
As armas fornecidas à Ucrânia ressurgem nos países europeus e reabastecem os arsenais do crime organizado, afirmou Zakharova.
© AP Photo / Ministério das Relações Exteriores da RússiaNesta foto divulgada pelo serviço de imprensa do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, a porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Maria Zakharova, fala durante sobre política externa em Moscou, na Rússia, em 17 de setembro de 2020.
Nesta foto divulgada pelo serviço de imprensa do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, a porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Maria Zakharova, fala durante sobre política externa em Moscou, na Rússia, em 17 de setembro de 2020. - Sputnik Brasil, 1920, 26.07.2022
Nesta foto divulgada pelo serviço de imprensa do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, a porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Maria Zakharova, fala durante sobre política externa em Moscou, na Rússia, em 17 de setembro de 2020.
Ao tecer comentários hoje, Price considerou que a ameaça representada pela corrupção pode ser "corrosiva" para a democracia e a soberania.

Em seguida, ele afirmou que os Estados Unidos apoiarão esforços na Ucrânia para aumentar a transparência, as instituições democráticas, a infraestrutura anticorrupção e o Estado de direito.

"Além da ameaça externa que a Ucrânia enfrenta da Rússia, a Ucrânia, como muitos outros governos ao redor do mundo, continua a enfrentar outra ameaça ao seu sucesso de longo prazo como um país soberano, independente, democrático e próspero, e isso é corrupção", afirmou Price durante uma coletiva de imprensa.

Último grupo de combatentes do Batalhão Azov rendido em Azovstal, Mariupol, em 20 de maio de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 26.07.2022
Panorama internacional
Instituto alerta para combatentes estrangeiros neonazistas retornando da Ucrânia
Em seu relatório anual sobre a adesão da Ucrânia ao bloco, divulgado na terça-feira (26), a União Europeia (UE) concluiu que Kiev precisa buscar reformas nas áreas de justiça, estado de direito e anticorrupção.
A UE também ajudará a apoiar a Ucrânia em seu "caminho europeu" e nos esforços de reconstrução, segundo o relatório.
Morador reabastece carro em Kramatorsk, em meio à operação militar especial da Rússia na Ucrânia, 26 de julho de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 26.07.2022
Panorama internacional
Cônsul chinesa zomba da abordagem ocidental do conflito na Ucrânia (IMAGEM)
O bloco aprovou na quarta-feira (20) o sétimo pacote de sanções contra a Rússia, que inclui proibição de compra de ouro, restrições a exportações e congelamento de ativos bancários do maior banco do país, o Sberbank.
Desde o início da operação militar especial da Rússia na Ucrânia, em 24 de fevereiro, os EUA e seus aliados iniciaram a aplicação de uma miríade de sanções contra Moscou. Entre as medidas estão restrições econômicas às reservas internacionais russas e a suas exportações de petróleo, gás, aço e ferro.
A escalada de sanções transformou a Rússia, de forma disparada, na nação mais sancionada do mundo, segundo a plataforma Castellum.ai, serviço de rastreamento de restrições econômicas no mundo.
No total, estão em vigor 11.411 medidas restritivas contra a Rússia, segundo os cálculos do site. A quantidade é mais que o triplo das 3.637 sanções impostas pelo Ocidente ao Irã. Na sequência, aparecem a Síria (2.614), a Coreia do Norte (2.111), Belarus (1.133), a Venezuela (651) e Mianmar (567).
Posto de combustível (imagem de referência) - Sputnik Brasil, 1920, 26.07.2022
Panorama internacional
Turquia anuncia acordo para transportar combustível similar a pacto alimentar entre Rússia e Ucrânia
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала