Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Chavismo exalta disposição de Petro em reestabelecer relações entre Colômbia e Venezuela

© PSUVDiosdado Cabello, vice-presidente do Partido Socialista Unido da Venezuela (PSUV)
Diosdado Cabello, vice-presidente do Partido Socialista Unido da Venezuela (PSUV) - Sputnik Brasil, 1920, 25.07.2022
Nos siga noTelegram
O vice-presidente do Partido Socialista Unido da Venezuela (PSUV), Diosdado Cabello, comentou nesta segunda-feira (25) a disposição do presidente eleito da Colômbia, Gustavo Petro, em reestabelecer as relações entre os dois países.
Durante coletiva de imprensa realizada pelo PSUV, Cabello comentou a relação da Venezuela com países vizinhos e enfatizou a importância de se reestabelecer os laços diplomáticos com a Colômbia.

"O presidente Petro anunciou que está interessado em reabrir as relações com a Venezuela. É um problema nacional, e o presidente Petro anunciou sua disposição", disse Cabello.

Petro e o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, já tiveram uma reunião telefônica, na qual expressaram a intenção de cooperar.
A Venezuela rompeu relações diplomáticas com a Colômbia em fevereiro de 2019, após o governo de Iván Duque patrocinar uma incursão de Juan Guaidó, líder oposicionista venezuelano que se autoproclamou presidente, na fronteira.
Gustavo Petro e Francia Márquez comemoram na Movistar Arena, em Bogotá, após vitória na eleição presidencial colombiana - Sputnik Brasil, 1920, 30.06.2022
Panorama internacional
Colômbia e a 'onda rosa': como a América Latina está cada vez mais distante dos EUA e da OTAN
A Venezuela ainda acusa o governo de Duque de promover e apoiar planos de desestabilização. Um exemplo é o fracassado plano de assassinato de Maduro que ficou conhecido como operação Gedeón.
A Procuradoria da Venezuela voltou a acusar o governo Duque na última semana. Segundo o procurador-geral, Tarek William Saab, a Colômbia protege fugitivos da Justiça condenados em solo venezuelano.
Cabello comentou também as eleições do Brasil. O presidente Jair Bolsonaro (PL) adotou tom bélico contra o país vizinho durante todo o seu governo e aumentou os ataques diante da campanha eleitoral.

"O certo é que as relações entre Brasil e Venezuela não são apenas necessárias, mas indispensáveis; somos vizinhos. Esperamos ver o que vai acontecer. O povo não vai se equivocar, tudo que tiver que acontecer vai acontecer no dia 2 de outubro", afirmou Cabello.

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, durante coletiva de imprensa conjunta com seu equivalente iraniano, Ebrahim Raisi, em Teerã, Irã, 11 de junho de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 14.07.2022
Panorama internacional
Recuperação econômica pode tirar Venezuela do isolamento político na região, avaliam pesquisadores
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала