Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Lavrov: quanto mais Kiev estiver decidido a lutar até o fim mais adversa será situação para seu povo

© Sputnik / Maksim Bilnov / Abrir o banco de imagensO ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, durante a recepção de líderes da diplomacia de países africanos no Dia da África, em Moscou, 25 de maio de 2022
O ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, durante a recepção de líderes da diplomacia de países africanos no Dia da África, em Moscou, 25 de maio de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 24.07.2022
Nos siga noTelegram
Quanto mais o Ocidente pedir a Kiev para lutar "até o fim", mais a situação permanecerá desfavorável para o povo ucraniano, disse neste domingo (24) ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov.
"Quanto mais tempo eles [países ocidentais] continuarem a exigir que a Ucrânia lute até o fim, e todos nós entendemos qual fim e de quem será, tanto mais pessoas morrerão e por mais [tempo] permanecerá a situação de hoje, o que não beneficia em primeiro lugar o povo ucraniano e o Estado da Ucrânia", disse o ministro durante a coletiva de imprensa conjunta com seu homólogo egípcio Sameh Shoukry.
A fim de resolver a crise alimentar, o Ocidente precisa eliminar os obstáculos criados por ele próprio em relação às exportações de alimentos e fertilizantes da Rússia.
"Por muitos meses eles [o Ocidente] vêm dizendo que a Rússia finge e que não foram impostas sanções a alimentos e fertilizantes. Se levamos em conta os alimentos em si, sim, contra eles não foram introduzidas sanções, mas foram imediatamente impostas sanções às empresas que fornecem seguro aos fornecimentos de alimentos, contra as empresas que asseguram os pagamentos por alimentos", explicou Lavrov.
A Rússia não tem ideias preconcebidas sobre a retomada das negociações com Kiev sobre assuntos relacionados não apenas com os alimentos, mas as autoridades ucranianas declaram a necessidade de uma vitória militar sobre a Rússia.
"Não temos nenhum preconceito contra retomada das negociações [com a Ucrânia] sobre uma gama mais ampla de questões, mas a questão não depende de nós, porque as autoridades ucranianas, começando com o presidente e terminando com seus numerosos assessores, dizem que não haverá negociações até que a Ucrânia derrote a Rússia no campo de batalha", disse Lavrov.
O chanceler russo notou também que cerca de 70 navios estrangeiros de mais de 15 países estão bloqueados nos portos ucranianos.
Militar prepara disparo com lançador múltiplo de foguetes Grad durante operação militar especial da Rússia na Ucrânia - Sputnik Brasil, 1920, 23.07.2022
Panorama internacional
MD russo: até 200 tropas e armamentos ucranianos destruídos na região de Dnepropetrovsk
Por fim, o chefe da diplomacia russa disse que a Rússia saúda o interesse do Egito no trabalho do grupo BRICS.
"Saudamos a participação do Egito do formato BRICS+", disse Lavrov. "Tivemos uma troca de pontos de vista sobre as áreas em que o Egito pode realmente contribuir para o trabalho destas associações – tanto do BRICS como da Organização para Cooperação de Xangai (OCX)".
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала