Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Mídia: 2 americanos que lutaram com ucranianos morreram em Donbass

© Sputnik / Ilia PitalevImagem mostra fumaça saindo de prédios atingidos em Mariupol (foto de arquivo)
Imagem mostra fumaça saindo de prédios atingidos em Mariupol (foto de arquivo) - Sputnik Brasil, 1920, 23.07.2022
Nos siga noTelegram
Dois cidadãos americanos que lutaram ao lado das Forças Armadas da Ucrânia morreram recentemente na região de Donbass, informou um porta-voz do Departamento de Estado dos Estados Unidos à rede norte-americana ABC News.

"Podemos confirmar que dois cidadãos americanos perderam a vida recentemente na região de Donbass", disse o funcionário.

A fonte da TV americana, no entanto, não especificou os nomes dos mortos.
O Departamento de Estado já havia confirmado, em junho, a morte de um cidadão norte-americano, indicando que seu nome seria Steven Zabelsky. Na ocasião, o órgão reiterou seu apelo aos compatriotas para que se abstenham de viajar ao país.
Anteriormente, em 8 de junho, o Ministério das Relações Exteriores da Rússia apontou que empresas de defesa privadas dos EUA e Reino Unido estão selecionando mercenários para serem enviados à Ucrânia.
Segundo o MRE russo, Kiev também continua recrutando mercenários estrangeiros, sendo a maioria deles refugiados afegãos e combatentes do Estado Islâmico (grupo terrorista proibido na Rússia e em outros países).

"Para completar as fileiras cada vez mais rarefeitas das Forças Armadas ucranianas, Kiev continua recrutando mercenários estrangeiros. De acordo com informações do Ministério da Defesa da Rússia, já foram recrutados mais de 6,5 mil 'soldados da sorte', como eles chamam, vindos do exterior — dos EUA, Reino Unido, Israel, Polônia, Canadá e República Tcheca", declarou.

Último grupo de combatentes do Batalhão Azov neonazista rendido em Azovstal, Mariupol, foto publicada em 20 de maio de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 20.06.2022
Panorama internacional
Jornalista dos EUA publica relato 'desesperador' de mercenário americano na Ucrânia
A Rússia iniciou a operação militar especial, em 24 de fevereiro, com o objetivo de "desmilitarizar" e "desnazificar" a Ucrânia, após pedido de ajuda das repúblicas populares de Donetsk (RPD) e Lugansk (RPL) para combater ataques de tropas ucranianas.
A missão, segundo o Ministério da Defesa russo, tem como alvo apenas a infraestrutura militar da Ucrânia.
Além disso, as Forças Armadas da Rússia têm acusado militares ucranianos de usar "métodos terroristas" nos combates, como fazer civis de "escudo humano" e se alojar em construções não militares.
Satélite dos EUA sobrevoando a Terra (foto de arquivo) - Sputnik Brasil, 1920, 03.07.2022
Panorama internacional
Satélite americano fotografou cidade russa de Belgorod 3 dias antes de ataque ucraniano
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала