Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

General dos EUA chama China de 'problema global' e diz ter 'vantagem assimétrica' sobre o país

© AP Photo / Mark SchiefelbeinMarinheiros no convés do novo destróier de mísseis guiados Type 055 Nanchang da Marinha do Exército de Libertação Popular da China durante participação de um desfile em comemoração do 70º aniversário da fundação da Marinha da China
Marinheiros no convés do novo destróier de mísseis guiados Type 055 Nanchang da Marinha do Exército de Libertação Popular da China durante participação de um desfile em comemoração do 70º aniversário da fundação da Marinha da China - Sputnik Brasil, 1920, 22.07.2022
Nos siga noTelegram
O general Glen D. VanHerck disse em seu discurso no Fórum de Segurança em Aspen que deve haver cooperação global para abordar plenamente a segurança internacional contra a ameaça da China.
O chefe do Comando de Defesa Aeroespacial da América do Norte (NORAD) e do Comando Norte dos Estados Unidos, o general Glen D. VanHerck, afirmou na quinta-feira (21) que não há mais "problemas regionais" e chamou a China de "problema global".
Além disso, o militar revelou que os EUA estão "todos os dias" sob ataque no espaço informacional.
"Não há mais problemas regionais. A China é um problema global hoje e precisamos colaborar globalmente para abordar de forma plena a segurança internacional", disse VanHerck.
Por outro lado, o general dos EUA observou que Washington tem uma "vantagem assimétrica" sobre a China, que é a rede de aliados norte-americana. Falando tanto da Rússia como da China, VanHerck notou que ambas as nações não têm essa rede.
A presidente da Câmara dos Representantes dos EUA, Nancy Pelosi, fala à imprensa, em 3 de março de 2020, no Capitólio, em Washington - Sputnik Brasil, 1920, 22.07.2022
Panorama internacional
Aviso da China chega a Washington: até Pentágono se opôs à visita de Pelosi a Taiwan
Os comentários de VanHerck contra a China ocorreram depois de o embaixador chinês nos EUA expressar o descontentamento com Washington.
Na quarta-feira (20), no mesmo fórum, Qin Gang acusou os EUA de minarem a política de Uma Só China com o fornecimento de apoio a Taiwan. Qin Gang exortou os EUA a "honrarem" seus compromissos com ações e implementarem totalmente a política de Uma Só China.
O diplomata chinês também disse que a adesão dos EUA à política é a única maneira de Taiwan e a China terem uma "reunificação pacífica".
Pequim considera Taiwan parte inalienável de seu território soberano e se opõe a quaisquer contatos oficiais entre a ilha e outros países. Enquanto isso, os EUA apoiam as forças pró-independentistas em Taiwan e vendem armas à ilha.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала