Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

'Extraordinariamente rica': general dos EUA exalta recursos naturais da América Latina (VÍDEO)

© Foto / Pixabay / MilanWulfMapa da América Latina
Mapa da América Latina - Sputnik Brasil, 1920, 22.07.2022
Nos siga noTelegram
Um vídeo da general Laura J. Richardson, comandante do Comando do Sul dos EUA, que estava falando com entusiasmo sobre os recursos naturais "fora de escala" da América Latina no Fórum de Segurança em Aspen, no Colorado, se tornou viral nas redes sociais.
"Nossos concorrentes e adversários também sabem o quanto essa região é rica em recursos", afirmou a general, antes de listar a riqueza da América Latina que tinha na memória: "60% do lítio do mundo estão na região; você tem petróleo bruto pesado, você tem petróleo bruto leve, você tem elementos de terras raras, você tem a Amazônia […] você tem 31% da água doce do mundo aqui na região."
A seguir Richardson diz sem apresentar provas que os "concorrentes e adversários" do governo dos EUA estão "tirando proveito diariamente desta região", e adverte que "o que acontece nesta região em termos de segurança, impacta nossa segurança – nossa segurança nacional na pátria".
Em seu discurso completo, a general refere-se de forma desdenhosa à América Latina e ao Caribe como "bairro" dos EUA, em uma aparente insinuação da Doutrina Monroe (diretriz estabelecida pelo país no século XIX que impedia a interferência europeia na América e estabelecia a liderança dos Estados Unidos no continente).
Comandante do SOUTHCOM dos EUA: "Esta região é tão rica em recursos [...] É extraordinariamente rica." "60% do lítio do mundo estão na região; você tem petróleo bruto pesado, tem petróleo leve, tem elementos de terras raras, tem a Amazônia..."
Recentemente, o ex-assessor de Segurança Nacional dos EUA, John Bolton, disse em entrevista à CNN que esteve envolvido no planejamento de golpe de Estado na Venezuela.
Anteriormente, o ex-presidente da Bolívia, Evo Morales, que foi deposto em um golpe apoiado pelos EUA em 2019 disse que, "nos Estados Unidos, há uma grande preocupação com o lítio, e este golpe é sobre o lítio. Eles não querem que obtenhamos como um Estado o valor acrescentado do lítio; eles querem que nossos recursos naturais estejam nas mãos de [empresas transnacionais]".
De acordo com a mídia independente Redfish, o governo dos EUA apoiou 56 intervenções militares na região da América Latina.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала