Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Premiê da Itália Mario Draghi confirma decisão sobre sua renúncia, segundo gabinete do presidente

© Sputnik / Pavel Bednyakov / Abrir o banco de imagensPrimeiro-ministro italiano, Mario Draghi, durante uma coletiva de imprensa após a cúpula do G20 em Roma, Itália, 31 de outubro de 2021
Primeiro-ministro italiano, Mario Draghi, durante uma coletiva de imprensa após a cúpula do G20 em Roma, Itália, 31 de outubro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 21.07.2022
Nos siga noTelegram
Nesta quinta-feira (21), o presidente italiano Sergio Mattarella aceitou a renúncia do premiê do país, Mario Draghi.
"O presidente da república Sergio Mattarella recebeu esta manhã (21), no palácio do Quirinal, o chefe do Conselho de Ministros, professor Mario Draghi, que, depois de informar sobre os debates e a votação de ontem no Senado, declarou novamente a sua renúncia e de seu governo. O presidente da república aceitou. O governo permanece em funções para tratar de questões atuais", aponta comunicado.
A Câmara dos Deputados italiana deveria votar hoje de manhã, quinta-feira, uma moção de confiança no governo de Draghi, semelhante à realizada no Senado do país na quarta-feira (20).
No entanto, o premiê italiano foi à Câmara apenas para solicitar aos legisladores que adiassem a reunião, porque ele ia se encontrar com o presidente para mais uma vez apresentar a renúncia.
Primeiro-ministro da Itália, Mario Draghi discursa no primeiro dia da reunião de líderes do G7 - Sputnik Brasil, 1920, 14.07.2022
Panorama internacional
Presidente da Itália não aceita renúncia do primeiro-ministro, Mario Draghi
Na semana passada, Draghi anunciou que ia abandonar a chefia do governo após um dos membros de sua coalizão, o Movimento Cinco Estrelas (D5Z) ter se recusado a participar do voto de confiança no governo. O presidente Mattarella rejeitou a demissão e convidou Draghi a ir ao Parlamento para um discurso a fim de fazer uma avaliação da situação.
Os analistas acreditam que, provavelmente, agora o Parlamento será dissolvido e serão realizadas eleições antecipadas, que podem ocorrer em setembro ou outubro.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала