Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Sistemas HIMARS usados na Ucrânia são operados por militares da OTAN, diz fonte

© AFP 2022 / Philip FongLançador múltiplo de foguetes HIMARS em exibição militar no simpósio PALS 22 no Camop Kisarazu da Força de Autodefesa Terrestre japonesa, prefeitura de Chiba, Japão, 16 de junho de 2022
Lançador múltiplo de foguetes HIMARS em exibição militar no simpósio PALS 22 no Camop Kisarazu da Força de Autodefesa Terrestre japonesa, prefeitura de Chiba, Japão, 16 de junho de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 21.07.2022
Nos siga noTelegram
Os militares russos estabeleceram que os lançadores múltiplos de foguetes HIMARS na Ucrânia são operados pela OTAN e apontaram suas localizações.
Os militares russos receberam informações de fontes das Forças Armadas ucranianas de que dois sistemas de lançadores múltiplos de foguetes HIMARS fornecidos pelos EUA à Ucrânia estão em operação na zona sul do país, inclusive perto de Kherson, enquanto os restantes estão na região Donbass, explicou fonte à Sputnik.
Além disso, indicou a fonte, os operadores dos sistemas são na totalidade constituídos por ex-militares de países da OTAN. Eles não fornecem dados dos HIMARS aos ucranianos pois não confiam neles.
Na quarta-feira (20), Mark Milley, general e chefe do Estado-Maior Conjunto dos EUA, anunciou que Washington e seus aliados se comprometeram a fornecer à Ucrânia mais de 20 sistemas HIMARS, dos quais 12 já foram transferidos. O próximo pacote de ajuda dos EUA, a ser apresentado nesta semana, incluirá mais quatro desses sistemas lança-foguetes múltiplos.
Sapadores durante operação de desminagem na ponte terrestre de Arabat, que liga a Crimeia e a região de Kherson pelo mar de Azov - Sputnik Brasil, 1920, 18.07.2022
Panorama internacional
Kherson reforça defesa antiaérea após aumento de ataques ucranianos, diz autoridade local
Entre os 12 sistemas já entregues, pelo menos três foram destruídos na República Popular de Donetsk, dois perto de Malotaranovka e um perto de Krasnoarmeysk, segundo o Ministério da Defesa da Rússia.
"Segundo informações obtidas de fontes nas Forças Armadas da Ucrânia, pelo menos duas unidades HIMARS estão operando na área sul, enquanto as dez restantes estão dispersas ao longo de um arco no norte, na área das ações de combate em curso. Os cálculos das unidades são realizados por ex-militares da OTAN, sendo a proteção dos sistemas efetuada por funcionários de uma empresa militar privada próxima ao Pentágono", informou uma fonte militar russa.
A aquisição de alvos dos HIMARS é realizada através de satélites militares americanos, e a unidade militar muda rapidamente de local imediatamente após o lançamento, sem nunca voltar à posição anterior, de acordo com a fonte.
"Cada lançamento é sempre coberto por várias salvas de sistemas mais primitivos, tais como Uragan ou Smerch, cujo objetivo é saturar as defesas aéreas russas com alvos e esgotar suas munições até o momento de lançamento dos HIMARS", disse a fonte, acrescentando que todas as operações desses sistemas ocorrem em plena noite, durante o toque de recolher, e explicando por que tudo é feito por militares da OTAN.
"Os operadores ucranianos dos lançadores múltiplos de foguetes [Smerch e Uragan] envolvidos no ataque não sabem nada sobre o trabalho conjunto com os HIMARS, e muitas vezes nem sabem que encobrem os lançamentos dos HIMARS. Eles apenas dispõem do horário de lançamento e das coordenadas dos alvos", detalhou.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала