Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Força Aérea dos EUA não descarta que Ocidente possa fornecer aviões de guerra à Ucrânia

© AP Photo / Mindaugas KulbisCaça espanhol Eurofighter Typhoon voam durante exercício militar sobre a base militar de Rukla
Caça espanhol Eurofighter Typhoon voam durante exercício militar sobre a base militar de Rukla - Sputnik Brasil, 1920, 21.07.2022
Nos siga noTelegram
O chefe do Estado-Maior da Força Aérea dos EUA, general Charles Brown, não exclui a possibilidade de os países ocidentais virem a fornecer em breve modernos caças à Ucrânia.
"Há os [caças] dos EUA, há os Gripen da Suécia, há os Eurofighter, os Rafale. Então, existem várias plataformas diferentes que podem ir para a Ucrânia […] Será algo não russo, mas eu não posso dizer exatamente o que vai ser", disse Brown nesta quarta-feira (20) no Fórum de Segurança em Aspen, no Colorado, após ser questionado se era possível os EUA venderem ou fornecerem caças americanos a Kiev.
As declarações surgem no mesmo dia em que a União Europeia decidiu enviar mais 500 milhões de euros (cerca de R$ 2,77 bilhões) em assistência às Forças Armadas da Ucrânia.
Moscou tem repetidamente alertado o Ocidente sobre a entrega de armas à Ucrânia, uma vez que desta forma eles prolongam o conflito e inviabilizam o processo de negociações.
No início de junho, o comandante da Guarda Nacional dos EUA do estado da Califórnia, David Baldwin, apelou a Washington para que considerasse a entrega de caças de fabricação soviética à Ucrânia.
Um Sistema de Foguetes de Artilharia de Alta Mobilidade (Himars, na sigla em inglês) faz um disparo durante exercícios no sul do Marrocos, em 9 de junho de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 20.07.2022
Panorama internacional
EUA forneceram 12 lança-mísseis Himars à Ucrânia; 200 soldados de Kiev foram treinados para usá-los
Tal iniciativa já tinha sido discutida antes, mas foi vetada pela administração dos EUA, que não queria aumentar os riscos de confronto direto com a Rússia.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала