- Sputnik Brasil, 1920
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Bolsonaro lamenta morte de cabo da PM em operação no Rio: 'Me emocionei'

© Foto / Divulgação/Redes sociaisO presidente Jair Bolsonaro mostra a foto do cabo Bruno de Paula Costa, da Polícia Militar, morto em operação no Complexo do Alemão, em 21 de julho de 2022
O presidente Jair Bolsonaro mostra a foto do cabo Bruno de Paula Costa, da Polícia Militar, morto em operação no Complexo do Alemão, em 21 de julho de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 21.07.2022
Nos siga noTelegram
O presidente Jair Bolsonaro falou nesta quinta-feira (21) sobre operação policial no Rio de Janeiro.
Em sua transmissão ao vivo nas redes sociais, Bolsonaro falou a respeito da morte do cabo Bruno de Paula Costa durante operação conjunta da Polícia Militar e da Polícia Civil no Complexo do Alemão, no Rio de Janeiro.
O chefe do Executivo mostrou uma foto do agente de segurança e lamentou a situação, mandando uma mensagem para a família de Bruno de Paula Costa.
"Fato lamentável no Rio de Janeiro. O cabo Bruno de Paula Costa tinha 38 anos, deixa uma viúva e dois filhos portadores do espectro autista. Quando vi, me emocionei, porque meu colega paraquedista, deve ter feito o curso enquanto serviu em alguma brigada paraquedista", afirmou.
O presidente brasileiro citou indiretamente a decisão do plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) que estabeleceu condições para que a polícia possa fazer operações nas favelas do Rio de Janeiro.

"[A polícia] Fica com dificuldades de combater esses marginais. É como filmes de cowboy do passado, onde tinha um crime nos Estados Unidos e ele fugia; quando chegava no México, a patrulha americana não podia entrar naquele Estado, e ele [criminoso] estava em paz", afirmou.

Bruno de Paula Costa estava trabalhando na Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) da comunidade de Nova Brasília no momento da operação. De acordo com as autoridades, o local foi atacado por criminosos como forma de retaliação.
A operação no Complexo do Alemão aconteceu na manhã desta quinta-feira (21) e contou com cerca de 400 agentes de segurança do Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE) e da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core), com apoio de quatro aeronaves.
A polícia aponta que os criminosos na região praticam uma série de roubos de veículos e de instituições bancárias nos bairros da região. Segundo a Polícia Militar, além do cabo Bruno de Paula Costa, outras 16 pessoas foram mortas.
Operação da Polícia Militar e da Polícia Civil no Complexo do Alemão, na zona norte do Rio de Janeiro, resultou na morte de ao menos cinco pessoas, segundo o balanço oficial - Sputnik Brasil, 1920, 21.07.2022
Notícias do Brasil
Operação policial no Rio de Janeiro termina com pelo menos 20 mortos
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала