- Sputnik Brasil, 1920
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Arrecadação de R$ 1 trilhão confirma previsão de que a economia iria surpreender, diz Guedes

© Alan Santos / Palácio do Planalto / CC BY 2.0Coletiva de imprensa com o então ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, o ministro da Economia, Paulo Guedes (na foto), e o então presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, em 3 de abril de 2020 (foto de arquivo)
Coletiva de imprensa com o então ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, o ministro da Economia, Paulo Guedes (na foto), e o então presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, em 3 de abril de 2020 (foto de arquivo) - Sputnik Brasil, 1920, 21.07.2022
Nos siga noTelegram
Arrecadação federal fechou o 1º semestre com recorde de R$ 1,089 trilhão. Em coletiva, ministro da Economia, Paulo Guedes, celebrou o resultado.
A arrecadação federal obtida com impostos, contribuições e outras receitas chegou a R$ 181,04 bilhões no mês de junho, uma alta de 17,96% em relação aos R$ 153,47 bilhões arrecadados em maio (corrigindo a inflação).
Com isso, o valor arrecadado no primeiro semestre chegou a R$ 1,089 trilhão. Segundo a Receita Federal, é o maior valor registrado pela série histórica para o período.
Em uma coletiva sobre o assunto, o ministro da Economia, Paulo Guedes, celebrou o recorde. Ele afirmou que o Brasil está "no caminho para o crescimento econômico".

"Arrisco dizer que estamos no início de um ciclo longo de crescimento. As contas externas e públicas estão em ordem. O resto é narrativa."

O ministro da Economia do Brasil, Paulo Guedes (à esquerda), participa, ao lado do presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, de cerimônia de lançamento do novo passaporte do país, Brasília, 27 de junho de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 07.07.2022
Notícias do Brasil
'A raposa cuidando do galinheiro': analistas explicam impacto de nova privatização no pré-sal
O ministro afirmou que os números confirmam as previsões de "que a economia iria surpreender" e destacou o bom desempenho das empresas.

"É um sintoma inequívoco de que o crescimento econômico está surpreendendo. O grande vetor desse aumento de arrecadação foi o lucro das empresas, que veio bem acima do previsto. Começamos o ano com previsões de que o PIB cairia 1,5%, e agora as previsões já estão em torno de crescimento de 2%", disse Guedes.

Em junho, Guedes celebrou o avanço de 1% no produto interno bruto (PIB) registrado no primeiro trimestre, afirmando que o resultado confirmava a recuperação econômica.
Nesta quinta-feira (21), o ministro desistiu de comparecer à Cúpula do Mercosul em Assunção, no Paraguai, seguindo a decisão do presidente Jair Bolsonaro (PL). Guedes estava previsto para representar Bolsonaro no evento.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала