Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Zelensky receia que frio force Europa a ceder à Rússia, opina mídia

© AP Photo / Assessoria da Presidência da UcrâniaPresidente ucraniano, Vladimir Zelensky (no centro), visita linha de frente na região de Donetsk, 17 de fevereiro de 2022
Presidente ucraniano, Vladimir Zelensky (no centro), visita linha de frente na região de Donetsk, 17 de fevereiro de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 20.07.2022
Nos siga noTelegram
O presidente ucraniano, Vladimir Zelensky, receia que a Rússia use "General Frio" para romper a unidade europeia na questão ucraniana, escreve o observador do Politico, Jamie Dettmer.
Nas palavras do autor do artigo, o presidente ucraniano está preocupado com a chegada de um frio que force a Europa a fazer concessões a Moscou na questão de sanções e venda de armas para Kiev, a fim de importar em troca o gás para aquecimento das casas e funcionamento da economia.
Conforme nota o colunista, o presidente da Ucrânia continua pressionando veementemente a linha dura antirrussa e exortando a Europa a impor mais medidas restritivas até o embargo de gás. Porém, o posicionamento intransigente e o desejo dele de reforçar a guerra econômica poderiam minar a unidade dentro da UE, constata a matéria.

"Alguns diplomatas europeus dizem privadamente que Zelensky deveria diminuir sua crítica e súplicas. E nos últimos dias, vários líderes europeus enfatizaram publicamente que não beneficiará a Ucrânia se uma crise energética já severa se tornar ainda mais brutal no inverno [no Hemisfério Norte]", constata o jornalista.

As autoridades de Kiev preocupam-se com o cansaço das sanções, mas elas também devem se preocupar com a perda de paciência e a indiferença aos pedidos de Zelensky dos europeus ansiosos, resumiu Dettmer.
Conforme o Kremlin insiste, a Rússia não usa gás como armamento. O porta-voz presidencial russo Dmitry Peskov relembrou que Moscou está cumprindo consistentemente suas obrigações e ainda é capaz de garantir à Europa segurança energética total.
Presidente da Ucrânia, Vladimir Zelensky, durante coletiva de imprensa com o presidente do Conselho Europeu, Charles Michel (fora da foto), em Kiev, 20 de abril de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 18.07.2022
Panorama internacional
Após conversa com Bolsonaro, Zelensky pede mais adesão a sanções contra Rússia
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала