Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Se Ocidente tornar Ucrânia 'campo de testes' de suas armas novas, Rússia as receberá como troféus

© Sputnik / Aleksei Mayshev Militar das Forças Armadas da Rússia no setor sul da operação militar especial na Ucrânia, 27 de junho de 2022
Militar das Forças Armadas da Rússia no setor sul da operação militar especial na Ucrânia, 27 de junho de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 20.07.2022
Nos siga noTelegram
As fabricantes de armas ocidentais não vão testar os seus avanços mais recentes na Ucrânia devido ao risco de a Rússia os obter como troféus. Na Rússia, novos tipos de armamento serão examinados, deixando de ser inovação, disse à Sputnik na quarta-feira (20) o analista militar russo, Aleksei Leonkov.
Anteriormente, o ministro da Defesa da Ucrânia, Aleksei Reznikov, afirmou que o seu país tinha se convertido em um "campo de teste", convidando as fabricantes de armamento ocidental para testarem a sua produção mais recente no campo de batalha contra a Rússia.

"Não é à toa que as pesquisas tecnológicas deste tipo se efetuam nos campos de teste sob um manto de segredo. Isto é, ninguém vai abdicar deste regime de alta segurança para satisfazer os seus desejos [do ministro da Defesa ucraniano, Aleksei Reznikov], por todos entenderem que modelos mais modernos de armas sempre devem representar um elemento de surpresa para o adversário", disse o analista.

Presidente ucraniano, Vladimir Zelensky (no centro), visita linha de frente na região de Donetsk, 17 de fevereiro de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 20.07.2022
Panorama internacional
Zelensky receia que frio force Europa a ceder à Rússia, opina mídia
"Tudo que eles começarem a experimentar na zona de combate será destruído ou chegará às nossas mãos como um troféu e depois examinado. Assim, todo esse manto de segredo, todas as pesquisas vão perder a sua relevância", acrescentou.
O analista especificou que os fornecimentos de armas anunciadas pelos países ocidentais não estão ocorrendo no ritmo e nas dimensões que tinham sido prometidos à Ucrânia. Consequentemente, as autoridades ucranianas, à beira do desespero, fazem todo o possível para obter mais armas.
Em 24 de fevereiro, a Rússia lançou uma operação militar especial na Ucrânia, alegando que as repúblicas populares de Donetsk (RPD) e Lugansk (RPL), reconhecidas por Moscou como Estados soberanos, precisavam de ajuda diante dos ataques de Kiev que, conforme relatado, aumentaram a partir da segunda metade do mesmo mês. Um dos objetivos fundamentais desta operação, segundo Putin, é a desmilitarização e desnazificação da Ucrânia.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала