Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Em resposta à decisão de Kiev, Síria rompe relações diplomáticas com Ucrânia

© Sputnik / Mikhail Voskresensky / Abrir o banco de imagensBandeira da Síria
Bandeira da Síria - Sputnik Brasil, 1920, 20.07.2022
Nos siga noTelegram
A República Árabe Síria decidiu romper relações diplomáticas com a Ucrânia em resposta a uma decisão semelhante de Kiev, informou a agência de notícias SANA, citando uma fonte do Ministério das Relações Exteriores da Síria
"A Síria decidiu romper as relações diplomáticas com a Ucrânia, com base no princípio da reciprocidade e em resposta à decisão de Kiev", disse a mídia citando uma fonte do Ministério das Relações Exteriores do país.
Damasco acredita que Kiev já havia rompido relações em 2018, quando se recusou a conceder vistos a diplomatas sírios no país.

"Como consequência desta medida, os diplomatas ficaram impossibilitados de realizar seu trabalho e as atividades da embaixada foram suspensas devido à postura hostil das autoridades ucranianas e sua obediência cega às políticas ocidentais e americanas em relação à Síria", disse a fonte à agência de notícias SANA.

Em 29 de junho, o Ministério das Relações Exteriores da Síria anunciou que o país árabe havia decidido reconhecer a independência das Repúblicas Populares de Donetsk (RPD) e Lugansk (RPL).
Em resposta, em 30 de junho, o Ministério das Relações Exteriores da Ucrânia anunciou o rompimento das relações diplomáticas com a Síria sem interromper as relações consulares. A agência alegou que Kiev vê as ações de Damasco como uma tentativa de afetar a integridade territorial da Ucrânia e anunciou que iniciou o procedimento para impor um embargo comercial e sanções contra pessoas jurídicas e pessoas físicas sírias.
Em Teerã, os presidentes da Rússia, Vladimir Putin (à esquerda), do Irã, Ebrahim Raisi (centro), e da Turquia, Recep Tayyip Erdogan (à direita), participam de cúpula trilateral do processo de Astana como líderes garantidores do cessar-fogo na Síria, 19 de julho de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 19.07.2022
Panorama internacional
Putin: Rússia, Irã e Turquia adotam declaração conjunta sobre a Síria após cúpula 'construtiva'
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала