- Sputnik Brasil, 1920
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Bolsonaro sobre conflito entre Rússia e Ucrânia: 'Estou do lado da paz'

© Foto / Clauber Cleber Caetano / Palácio do Planalto / CC BY 2.0Encontro com chefes de missão diplomática, 18 de julho de 2022
Encontro com chefes de missão diplomática, 18 de julho de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 20.07.2022
Nos siga noTelegram
Após líder ucraniano criticar claramente a postura do mandatário brasileiro, Bolsonaro diz que está "do lado da paz" e que se dependesse dele a crise entre Moscou e Kiev já estaria resolvida.
Nesta quarta-feira (20), o presidente, Jair Bolsonaro, afirmou durante conversa com apoiadores na saída do Palácio do Planalto que, em relação ao conflito entre Rússia e Ucrânia, ele está do "lado da paz".

"Eu tô do lado da paz", disse o presidente citado pela Folha de São Paulo, e que, em seguida, voltou a declarar que se tivesse como resolver a crise que se desenrola no Leste Europeu já teria resolvido.

O mandatário também afirmou que se dependesse do seu entorno, não teria ido à Rússia às vésperas do início da crise para discutir a questão dos fertilizantes.
Presidente da Ucrânia, Vladimir Zelensky, durante coletiva de imprensa com o presidente do Conselho Europeu, Charles Michel (fora da foto), em Kiev, 20 de abril de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 18.07.2022
Panorama internacional
Após conversa com Bolsonaro, Zelensky pede mais adesão a sanções contra Rússia
Em entrevista à TV Globo exibida na noite de terça-feira (19), o presidente da Ucrânia, Vladimir Zelensky, criticou diretamente a postura de Bolsonaro a respeito do conflito.
"Não apoio a posição dele de neutralidade. Não acredito que alguém possa se manter neutro quando há uma guerra no mundo", afirmou.
O chefe de Estado brasileiro não mencionou aos apoiadores detalhes da conversa que teve com Zelensky na segunda-feira (18). Na véspera, a jornalistas, disse que apresentaria a solução para o fim do conflito e fez referência à Guerra das Malvinas, mas não ficou claro se a rendição era a sugestão que ele faria ao líder ucraniano.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала