Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Restrições sobre o petróleo da Rússia causarão 'disparada' nos preços, diz Putin

© Sputnik / Pool / Abrir o banco de imagensO presidente russo, Vladimir Putin, responde questões de jornalistas durante coletiva de imprensa após encontro em Teerã, Irã, 19 de junho de 2022
O presidente russo, Vladimir Putin, responde questões de jornalistas durante coletiva de imprensa após encontro em Teerã, Irã, 19 de junho de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 19.07.2022
Nos siga noTelegram
Nesta terça-feira (19), o presidente russo, Vladimir Putin, afirmou que as propostas para limitar as exportações de petróleo da Rússia terão como resultado uma situação semelhante à do gás e farão os preços subirem.
A declaração de Putin ocorreu durante uma coletiva de imprensa após a Cúpula Trilateral de Líderes dos Estados-Garantes do cessar-fogo na Síria ao lado presidente iraniano, Ebrahim Raisi, e do presidente turco, Recep Tayyip Erdogan.

"Atualmente, ouvimos todos os tipos de ideias histéricas sobre limitar o volume de petróleo e o preço do petróleo russo. Tudo isso é o mesmo que está acontecendo com o gás. É até surpreendente que pessoas com ensino superior estejam dizendo isso. O resultado será o mesmo: os preços vão subir. Os preços do petróleo vão disparar", disse Putin.

© Sputnik / Grigory Sysoev / Abrir o banco de imagensO presidente da Rússia, Vladimir Putin, fala durante encontro com os presidentes do Irã, Ebrahim Raisi, e da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, em Teerã, 19 de julho de 2022
O presidente da Rússia, Vladimir Putin, fala durante encontro com os presidentes do Irã, Ebrahim Raisi, e da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, em Teerã, 19 de julho de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 19.07.2022
O presidente da Rússia, Vladimir Putin, fala durante encontro com os presidentes do Irã, Ebrahim Raisi, e da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, em Teerã, 19 de julho de 2022

Ocidente é responsável por crise energética, diz Putin

Ao responder sobre acusações contra a Rússia que responsabilizam o país pela crise energética e o aumento dos preços dos combustíveis, Putin afirmou que a crise é consequência das decisões ocidentais. Segundo o presidente russo, decisões políticas anteriores do Ocidente reduziram os investimentos no setor de energia tradicional.
"Os bancos não financiam, as companhias de seguros não seguram, as autoridades locais não alocam terras para novos empreendimentos, não desenvolvem oleodutos e outros meios de transporte. Aqui está o resultado das políticas da década anterior", disse Putin.
© AP PhotoNavio de gás natural liquefeito com carregamento do projeto Sakhalin-2 no porto de Prigorodnoe, Rússia, 29 de outubro de 2021
Navio de gás natural liquefeito com carregamento do projeto Sakhalin-2 no porto de Prigorodnoe, Rússia, 29 de outubro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 19.07.2022
Navio de gás natural liquefeito com carregamento do projeto Sakhalin-2 no porto de Prigorodnoe, Rússia, 29 de outubro de 2021
Em sua fala, o presidente russo acrescentou que a Europa negligenciou as fontes de energia tradicionais e privilegiou fontes alternativas de energia.
"Eu já disse isso muitas vezes antes e não sei se devo entrar em detalhes sobre as políticas energéticas dos países europeus que negligenciaram a importância da energia tradicional e confiaram na energia não convencional [...]. Então eles decidiram privilegiar a energia não convencional no campo da energia - energia solar e eólica. No final acabou sendo um longo inverno. Não havia vento. E é isso", disse Putin.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала