Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Putin: Rússia, Irã e Turquia adotam declaração conjunta sobre a Síria após cúpula 'construtiva'

© Sputnik / Pool / Abrir o banco de imagensEm Teerã, os presidentes da Rússia, Vladimir Putin (à esquerda), do Irã, Ebrahim Raisi (centro), e da Turquia, Recep Tayyip Erdogan (à direita), participam de cúpula trilateral do processo de Astana como líderes garantidores do cessar-fogo na Síria, 19 de julho de 2022
Em Teerã, os presidentes da Rússia, Vladimir Putin (à esquerda), do Irã, Ebrahim Raisi (centro), e da Turquia, Recep Tayyip Erdogan (à direita), participam de cúpula trilateral do processo de Astana como líderes garantidores do cessar-fogo na Síria, 19 de julho de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 19.07.2022
Nos siga noTelegram
Em declaração conjunta após encontro em Teerã, os líderes de Rússia, Irã e Turquia adotaram uma declaração conjunta sobre a Síria renovando o compromisso com a resolução da crise no país e condenando ataques de Israel na região.
Nesta terça-feira (19), os presidentes da Rússia, Vladimir Putin, do Irã, Ebrahim Raisi, e da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, participam da Cúpula Trilateral de Líderes dos Estados-Garantes do processo de resolução da crise síria, que visa promover o fim das hostilidades no país.
Após o encontro, Putin classificou o resultado da cúpula como "útil" e "construtivo", além de salientar o compromisso conjuntos dos três países em solucionar a crise síria.

"A declaração conjunta adotada confirma o comprometimento com o fortalecimento da cooperação trilateral entre Rússia, Irã e Turquia sob o interesse de alcançar uma normalização viável e sustentável da situação na República Árabe Síria, disse Putin

© Sputnik / Grigory Sysoev / Abrir o banco de imagensO presidente da Rússia, Vladimir Putin, fala durante encontro com os presidentes do Irã, Ebrahim Raisi, e da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, em Teerã, 19 de julho de 2022
O presidente da Rússia, Vladimir Putin, fala durante encontro com os presidentes do Irã, Ebrahim Raisi, e da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, em Teerã, 19 de julho de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 19.07.2022
O presidente da Rússia, Vladimir Putin, fala durante encontro com os presidentes do Irã, Ebrahim Raisi, e da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, em Teerã, 19 de julho de 2022
Putin também ressaltou que entre os apontamentos da declaração conjuntos os países determinaram que a crise na Síria só pode ser resolvida por meios políticos e diplomáticos.

"[Os três países] compartilham a opinião de que a crise na Síria pode ser completamente resolvida apenas por meios políticos e diplomáticos baseados no diálogo intra-Síria, conforme apontado pela Resolução 2254 do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas [ONU]. E, claro, enquanto observar estritamente os princípios fundamentais da soberania, independência, unidade e integridade territorial", disse Putin

Condenação de ataques de Israel na Síria

A declaração conjunta assinada pelos três líderes adota diversos pontos em relação ao conflito na Síria, incluindo críticas aos ataques israelenses no país, citando vítimas civis.

"[Os presidentes] condenam os contínuos ataques militares de Israel na Síria, incluindo infraestruturas civis. Considerando que isso viola a lei internacional, a lei humanitária internacional, a soberania e a integridade territorial da Síria e reconhece que isso gera desestabilização e intensifica a tensão na região", diz a declaração.

© Sputnik / Pool / Abrir o banco de imagensEm Teerã, os presidentes da Rússia, Vladimir Putin (à esquerda), do Irã, Ebrahim Raisi (centro), e da Turquia, Recep Tayyip Erdogan (à direita), participam da Cúpula Trilateral de Líderes dos Estados-Garantes da resolução do conflito na Síria, 19 de julho de 2022
Em Teerã, os presidentes da Rússia, Vladimir Putin (à esquerda), do Irã, Ebrahim Raisi (centro), e da Turquia, Recep Tayyip Erdogan (à direita), participam da Cúpula Trilateral de Líderes dos Estados-Garantes da resolução do conflito na Síria, 19 de julho de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 19.07.2022
Em Teerã, os presidentes da Rússia, Vladimir Putin (à esquerda), do Irã, Ebrahim Raisi (centro), e da Turquia, Recep Tayyip Erdogan (à direita), participam da Cúpula Trilateral de Líderes dos Estados-Garantes da resolução do conflito na Síria, 19 de julho de 2022
Rússia, Irã e Turquia reafirmaram a necessidades de respeitar decisões legais internacionais universalmente reconhecidas. Entre elas, os países citaram as resoluções 242 e 497 do Conselho de Segurança da ONU, que anularam medidas israelenses e condenaram a ocupação das colunas de Golã na Síria.

Compromisso no combate ao terrorismo

Rússia, Irã e Turquia confirmaram na declaração conjunta que pretender continuar combatendo terroristas na Síria que operam sob diferentes organizações.
"[Os três países] reafirmaram a determinação de continuar a cooperação para eliminar indivíduos terroristas, grupos, empreendimentos e entidades, ao mesmo tempo em que garantem a proteção de civis e da infraestrutura civil, de acordo com a lei humanitária internacional", diz a declaração.
Os líderes de Moscou, Teerã e Ancara também condenaram a presença de grupos terroristas em várias partes da Síria e salientaram a necessidade da implementação completa de acordos relacionados ao norte sírio.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала