Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Khamenei: OTAN teria iniciado guerra pela Crimeia se não fosse a operação da Rússia na Ucrânia

© AP Photo / Escritório do Líder Supremo do IrãO presidente da Rússia, Vladimir Putin (à esquerda), e o líder supremo iraniano, aiatolá Ali Khamenei (à direita), se cumprimentam durante encontro em Teerã, 19 de julho de 2022
O presidente da Rússia, Vladimir Putin (à esquerda), e o líder supremo iraniano, aiatolá Ali Khamenei (à direita), se cumprimentam durante encontro em Teerã, 19 de julho de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 19.07.2022
Nos siga noTelegram
Nesta terça-feira (19), o líder supremo iraniano, aiatolá Ali Khamenei, operação militar russa na Ucrânia impediu que Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN) iniciasse uma guerra usando a Crimeia como pretexto.
Conforme citado pela agência Fars, Khamenei afirmou que a OTAN não tem limites e teve o ímpeto barrado pela Rússia.

"Se o caminho está aberto para a OTAN, então a organização não vê limites. Se a organização não tivesse sido parada na Ucrânia, então após um tempo a aliança teria iniciado uma guerra sob o pretexto da Crimeia", disse o líder iraniano.

Nesta terça-feira (19), o presidente russo, Vladimir Putin, foi a Teerã para participar da Cúpula Trilateral de Líderes dos Estados-Garantes do cessar-fogo na Síria ao lado presidente iraniano, Ebrahim Raisi, e do presidente turco, Recep Tayyip Erdogan. Durante a visita, Putin também se encontrou com Khamenei.
"As questões da Síria devem ser resolvidas por meio de negociações, e Irã, Turquia, Síria e Rússia devem resolver essa questão através do diálogo", disse o líder supremo iraniano sobre o encontro entre os representantes dos três países em Teerã.
© Escritório do Líder Supremo do IrãO líder supremo iraniano, aiatolá Ali Khamenei (no canto esquerdo), se encontra com o presidente russo, Vladimir Putin (centro), e o presidente do Irã, Ebrahim Raisi (no canto direito), em Teerã, 19 de julho de 2022
O líder supremo iraniano, aiatolá Ali Khamenei (no canto esquerdo), se encontra com o presidente russo, Vladimir Putin (centro), e o presidente do Irã, Ebrahim Raisi (no canto direito), em Teerã, 19 de julho de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 19.07.2022
O líder supremo iraniano, aiatolá Ali Khamenei (no canto esquerdo), se encontra com o presidente russo, Vladimir Putin (centro), e o presidente do Irã, Ebrahim Raisi (no canto direito), em Teerã, 19 de julho de 2022
Mais cedo, o vice-ministro da Defesa da Ucrânia, Vladimir Havrylov, afirmou que Kiev está se preparando para destruir a frota russa no mar Negro e "retomar" a Crimeia com a ajuda de armas ocidentais.

A operação militar russa na Ucrânia teve início no final de fevereiro após a intensificação das violações de cessar-fogo nas repúblicas populares de Lugansk e Donetsk (RPL e RPD). Desde então, a OTAN intensificou o envio de armas a Kiev, incluindo equipamentos de artilharia de longo alcance.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала