Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Scholz: UE não cancelará sanções se paz na Ucrânia for estabelecida nos 'termos impostos' por Moscou

© AP Photo / Markus SchreiberO chanceler alemão Olaf Scholz responde a perguntas de legisladores durante uma sessão do parlamento alemão Bundestag, no prédio do Reichstag em Berlim, Alemanha, 6 de abril de 2022
O chanceler alemão Olaf Scholz responde a perguntas de legisladores durante uma sessão do parlamento alemão Bundestag, no prédio do Reichstag em Berlim, Alemanha, 6 de abril de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 18.07.2022
Nos siga noTelegram
As sanções da União Europeia aplicadas à Rússia na sequência da operação especial na Ucrânia não serão canceladas se a paz for estabelecida nas condições impostas por Moscou, afirmou no domingo (17) o chanceler alemão, Olaf Scholz.

"O fato de termos de manter possivelmente as nossas sanções em vigor durante muito tempo era para nós claro desde o início. Também é claro para nós que, em caso de paz nos termos impostos pela Rússia, nenhuma dessas sanções será cancelada", escreveu Scholz em artigo para o Frankfurter Allgemeine Zeitung.

Ao mesmo tempo, o chanceler admitiu que muitos alemães enfrentam as consequências da política sancionatória, como a gasolina e produtos alimentícios mais caros e os crescentes preços da eletricidade e gás.

"Este caminho não é fácil até para um país tão forte e próspero como o nosso", constatou o líder alemão.

Chanceler alemão, Olaf Scholz, após a reunião governamental no castelo Meseberg, Alemanha, 4 de maio de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 15.07.2022
Panorama internacional
Olaf Scholz arrisca perder chancelaria alemã se não ceder a Putin, opina The Telegraph
Após o início da operação especial russa de desnazificação e desmilitarização da Ucrânia, o Ocidente endureceu a pressão sobre Moscou. Vários países anunciaram o congelamento de ativos russos, múltiplas empresas estrangeiras abandonaram o país. A União Europeia aprovou já seis pacotes de sanções, inclusive o embargo contra o carvão e petróleo russos.
Porém, as medidas causaram problemas no próprio Ocidente, provocando alta nos preços dos produtos alimentares e combustíveis e resultando em uma inflação galopante.
O Kremlin qualificou as sanções de "guerra econômica sem precedentes" e tomou medidas de resposta, tendo proibido aos investidores estrangeiros retirar dinheiro do sistema financeiro russo e obrigado os compradores europeus de gás a pagar em rublos.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала