- Sputnik Brasil, 1920
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Bolsonaro volta a rejeitar participação em cúpula do Mercosul

© Foto / Marcos Correa/PR/Agência BrasilO presidente da República Jair Bolsonaro na LVI Cúpula de Chefes de Estado do Mercosul e Estados Associados, em participação por videoconferência
O presidente da República Jair Bolsonaro na LVI Cúpula de Chefes de Estado do Mercosul e Estados Associados, em participação por videoconferência - Sputnik Brasil, 1920, 18.07.2022
Nos siga noTelegram
O presidente Jair Bolsonaro anunciou nesta segunda-feira (18) que não vai mais participar da cúpula do Mercosul, que será celebrada na próxima quinta-feira (21), em Assunção, no Paraguai. O mandatário já havia manifestado intenções de não participar do evento, mas chegou a sinalizar que poderia mudar de ideia.
"Decidimos após reunião. Não irei ao Paraguai", disse Bolsonaro em entrevista à rede CNN Brasil.
Com menos de 90 dias para as eleições gerais de 2022, em outubro, o presidente afirmou que tem problemas para resolver no Brasil e, por isso, não pretende ir ao evento do bloco econômico.

"O que guarda o porco é o olho do dono. Eu perturbo ministro aqui, qualquer hora da madrugada. Eles sabem que eu ligo para eles. Respondem de madrugada também, o que tem que responder, a demanda no 'zap', e eu coordeno", declarou à emissora.

Na última quinta-feira (14), Bolsonaro disse pela primeira vez que não compareceria ao evento, apesar das insistências do presidente do Paraguai, Mario Abdo Benítez. Os dois chefes de Estado têm uma relação de proximidade.
"Falei que não vou mais. Na política você pode voltar atrás em algumas coisas. Mas a minha decisão até o momento é de não ir ao Mercosul", disse Bolsonaro na última semana.
Presidente da República Jair Bolsonaro discursa no Rio de Janeiro, em 19 de maio de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 17.07.2022
Notícias do Brasil
'Pretendo falar pra ele o que eu acho', diz Bolsonaro antes de telefonema com Zelensky
Essa será a primeira cúpula presencial do Mercosul depois de dois anos, em razão da pandemia de COVID-19. Além do presidente paraguaio, estão confirmados os presidentes de Argentina, Uruguai, Bolívia e Suriname e o primeiro-ministro da Guiana.
No domingo (17), o presidente sinalizou que estaria disposto a mudar de ideia e chegou a dar detalhes da viagem, que acabou sendo descartada. "Eu sairia de madrugada daqui para voltar no final da tarde. Um bate-volta [para] prestigiar o Marito, que é paraquedista como eu", contou Bolsonaro.
O evento começa na quarta-feira (20), com uma reunião dos ministros das Relações Exteriores dos países-membros e dos países associados.
Durante a atividade, a Presidência Pro Tempore do Mercosul vai migrar do Paraguai para o Uruguai, cumprindo o revezamento do bloco.
Fachada do prédio do Mercosul (foto de arquivo) - Sputnik Brasil, 1920, 13.07.2022
Panorama internacional
Acordo entre Mercosul e Cingapura pode gerar impacto assimétrico para o Brasil, diz especialista
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала