Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Príncipe saudita a Biden: tentar impor os valores de um país a outro pela força é contraproducente

© AFP 2022 / Al-Mansoori Rashed / Ministério de Relações Presidenciais dos Emirados Árabes Unidos / HandoutDa esquerda para a direita: Asaad bin Tariq al-Said, vice-primeiro-ministro de Relações Internacionais e Cooperação de Omã e representante especial do sultão; xeque Mohamed bin Zayed al-Nahyan, presidente dos Emirados Árabes Unidos; Abdel Fattah al-Sisi, presidente do Egito; Hamad bin Isa bin Salman al-Khalifa, rei do Bahrein; e Joe Biden, presidente dos EUA
Da esquerda para a direita: Asaad bin Tariq al-Said, vice-primeiro-ministro de Relações Internacionais e Cooperação de Omã e representante especial do sultão; xeque Mohamed bin Zayed al-Nahyan, presidente dos Emirados Árabes Unidos; Abdel Fattah al-Sisi, presidente do Egito; Hamad bin Isa bin Salman al-Khalifa, rei do Bahrein; e Joe Biden, presidente dos EUA - Sputnik Brasil, 1920, 17.07.2022
Nos siga noTelegram
Durante reunião com Joe Biden, o príncipe herdeiro saudita sugeriu que o presidente dos EUA não pode querer ter relações somente com países que seguem os valores americanos.
Mohammed bin Salman Al Saud, príncipe herdeiro da Arábia Saudita, disse a Joe Biden, presidente dos EUA, durante a reunião em Jeddah, que, se Washington quiser ter relações somente com países que compartilham todos os valores dos EUA, só terá a OTAN com quem cooperar, relata no sábado (16) o canal Al Arabiya.
Biden chegou à Arábia Saudita na sexta-feira (15), concluindo sua visita ao Oriente Médio. No sábado (16) o presidente dos EUA participou da cúpula do Conselho de Cooperação do Golfo, realizada na cidade portuária de Jeddah, no mar Vermelho, onde conversou com o líder saudita.
Segundo um funcionário saudita citado pelo Al Arabiya, o príncipe herdeiro disse a Biden que tentar impor os valores de um determinado país a outro pela força é contraproducente, como demonstrado pelos fracassos dos EUA no Iraque e no Afeganistão. Mohammed bin Salman afirmou que, se Washington quiser lidar apenas com países que compartilham 100% de seus valores e princípios, então não haverá países com quem cooperar fora do âmbito da OTAN.
Ex-premiê britânico Tony Blair - Sputnik Brasil, 1920, 17.07.2022
Panorama internacional
Ex-premiê britânico Tony Blair: com fim do domínio ocidental, maior mudança do século virá da China
Assim, o príncipe herdeiro saudita sugeriu a Biden que a Arábia Saudita e os EUA devem coexistir apesar de suas diferenças, e que os valores de cada país devem ser respeitados.
Um alto funcionário saudita disse ao Al Arabiya que Mohammed bin Salman também mencionou os "erros" americanos cometidos na prisão de Abu Ghraib no Iraque e outros incidentes, como a morte de Shireen Abu Akleh, jornalista veterana da emissora Al Jazeera. Sobre o assassinato do jornalista Jamal Khashoggi, Mohammed bin Salman teria dito a Biden que foi "lamentável", mas argumentou que a Arábia Saudita realizou todos os procedimentos legais no caso.
O príncipe herdeiro da Arábia Saudita teria afirmado que é importante que todos os países lidem com seus erros e implementem todos os passos necessários para evitar incidentes semelhantes no futuro.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала