Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Assassino de Shinzo Abe enviou carta indicando intenção de o atacar, segundo mídia

© AFP 2022 / Sam YehPessoas dão seus pêsames a Shinzo Abe, ex-premiê japonês assassinado no Escritório da Associação de Intercâmbio Japão-Taiwan em Taipé, Taiwan, 8 de julho de 2022
Pessoas dão seus pêsames a Shinzo Abe, ex-premiê japonês assassinado no Escritório da Associação de Intercâmbio Japão-Taiwan em Taipé, Taiwan, 8 de julho de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 17.07.2022
Nos siga noTelegram
A agência Kyodo citou uma carta supostamente escrita por Tetsuya Yamagami, em que ele relacionava o ex-premiê do Japão às dificuldades financeiras de sua família.
Tetsuya Yamagami, o homem que matou a tiro Shinzo Abe, ex-primeiro-ministro do Japão (2006-2007, 2012-2020), enviou uma carta sugerindo suas intenções a um crítico da Igreja da Unificação de Sun Myung Moon, informou no domingo (17) a agência japonesa Kyodo, citando o destinatário.
A Kyodo escreve que a carta foi endereçada a um homem que dirigia um blog crítico da igreja, à qual, como o assassino acreditava, Abe estava ligado. O destinatário anônimo teria encontrado a carta na quarta-feira (13), cinco dias após o assassinato.
O carimbo do correio no envelope mostra que a carta foi enviada em 7 de julho, um dia antes da morte do ex-premiê, desde a prefeitura de Okayama, onde ele fez um discurso de campanha nesse dia. Segundo a Kyodo, Yamagami quis atacar Abe lá, mas abandonou o plano por ser necessário se registrar para o evento e inserir informações pessoais.
"Entendo que isto é deplorável, mas Abe não é o inimigo original. Ele é apenas um dos simpatizantes mais influentes da Igreja da Unificação", dizia a carta impressa, citada pela mídia.
Na carta, Yamagami supostamente compartilhou seu passado e a história das doações de sua mãe à Igreja da Unificação, provenientes da venda de terras e propriedades, que arruinaram as finanças da família.
Homem segura uma vela e uma foto de Shinzo Abe durante uma reunião de oração - Sputnik Brasil, 1920, 09.07.2022
Panorama internacional
Atirador diz que matou Shinzo Abe por problemas financeiros da mãe
Abe foi morto em 8 de julho na cidade japonesa de Nara, durante um discurso de campanha eleitoral. Yamagami se aproximou do político por trás e disparou dois tiros de uma distância de cerca de dez metros. A polícia disse que o político estava consciente imediatamente após ser ferido, mas que, durante o transporte, sua condição se tornou crítica "com parada cardíaca e pulmonar". O hospital da Universidade Médica de Nara acabou declarando a morte do antigo premiê.
Em 2021 Shinzo Abe enviou uma mensagem de boas-vindas a uma organização ligada à Igreja da Unificação, o que, segundo o assassino, ligou o ex-primeiro-ministro à organização religiosa.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала