Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Gazprom espera que Siemens confirme se é possível retorno da turbina a gás para Nord Stream

CC BY-SA 4.0 / Vuo / Nord Stream pipe in KotkaTubulação do Nord Stream (Corrente do Norte) em Kotka
Tubulação do Nord Stream (Corrente do Norte) em Kotka - Sputnik Brasil, 1920, 16.07.2022
Nos siga noTelegram
A gigante da energia Gazprom entrou com um pedido junto à Siemens, solicitando à empresa alemã que fornecesse documentos que permitam a exportação da turbina a gás para a estação de compressão (CS) de Portovaya.
Neste sábado (16), a empresa russa Gazprom comunicou ter pedido oficialmente à Siemens que fornecesse documentos para importação da turbina a gás, uma peça essencial para o funcionamento do gasoduto Nord Stream 1 (Corrente do Norte 1).
"Em 15 de julho, a Gazprom pediu oficialmente à Siemens que fornecesse documentos que, dados os atuais regimes de sanções do Canadá e da União Europeia, permitiriam a exportação do motor de turbina a gás para a Rússia para a CS Portovaya, uma instalação crítica para o gasoduto Nord Stream, e o cumprimento pelo Grupo Siemens de suas obrigações no reparo e manutenção de motores de turbina a gás", publicou a empresa no Telegram neste sábado.
A Gazprom enfatizou suas esperanças no cumprimento "incondicional" das obrigações de manutenção pela Siemens, necessárias para a operação do gasoduto Nord Stream sem impedimentos e para entregas de gás para a Europa.
Bandeiras da gigante alemã de engenharia Siemens são vistas em frente ao salão olímpico antes da reunião anual de acionistas da empresa em Munique, sul da Alemanha, 30 de janeiro de 2019 - Sputnik Brasil, 1920, 10.07.2022
Panorama internacional
Siemens vai transportar turbina sancionada do Nord Stream para Alemanha 'o mais rápido possível'
Na quarta-feira (13), a Gazprom disse que não tinha documentos que permitissem à Siemens devolver o motor de turbina a gás da CS Portovaya do Canadá, para onde foi enviado para reparos e depois retido devido a sanções à Rússia após o início da operação militar especial na Ucrânia. Ottawa inicialmente se recusou a devolver as turbinas, citando as sanções contra Moscou, mas o ministro da Energia alemão, Robert Habeck, instou o Canadá a entregar a turbina a Berlim em vez da Rússia para evitar problemas legais e o Canadá decidiu contornar suas próprias sanções.
O atraso resultou no adiamento do trabalho de manutenção do lado alemão no gasoduto, o que já causou preocupações significativas em meio à disparada dos preços do gás na Europa. Moscou também alertou que novos atrasos na manutenção podem levar a uma interrupção total no fornecimento de gás natural via Nord Stream 1.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала