Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Autoridades de Zaporozhie dizem que diretor-geral da AIEA pode visitar região via Crimeia ou via RPD

© AP Photo / Dmitry LovetskyUm caminhão transporta contêineres com urânio de baixo enriquecimento para ser usado como combustível para reatores nucleares, em um porto de São Petersburgo, Rússia, 14 de novembro de 2013
Um caminhão transporta contêineres com urânio de baixo enriquecimento para ser usado como combustível para reatores nucleares, em um porto de São Petersburgo, Rússia, 14 de novembro de 2013 - Sputnik Brasil, 1920, 16.07.2022
Nos siga noTelegram
Vladimir Rogov, membro da administração militar-civil da região de Zaporozhie, traçou duas rotas para a chegada do diretor-geral da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), Rafael Grossi, à região: por meio da Crimeia, ou através da República Popular de Donetsk (RPD).
As declarações de Rogov foram dadas à Sputnik neste sábado (16).
"Estamos abertos para a visita de inspeção do diretor-geral da AIEA, mas isso é impedido pelo regime do [presidente ucraniano Vladimir] Zelensky, que teme que seus experimentos ilegais no plano de energia nuclear de Zaporozhie se tornem conhecidos do público internacional. Proponho que Grossi venha para a Rússia e depois viaje para a região de Zaporozhie pela Crimeia ou pela RPD. Ambas as rotas são seguras", afirmou.
© AFP 2022 / Jiji Press / Handout4Rafael Grossi, diretor-geral da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), visita usina nuclear Fukushima Daiichi em Okuma, prefeitura de Fukushima, Japão, 19 de maio de 2022
Rafael Grossi, diretor-geral da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), visita usina nuclear Fukushima Daiichi em Okuma, prefeitura de Fukushima, Japão, 19 de maio de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 16.07.2022
Rafael Grossi, diretor-geral da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), visita usina nuclear Fukushima Daiichi em Okuma, prefeitura de Fukushima, Japão, 19 de maio de 2022
Em uma nota divulgada na última quinta-feira (14), a AIEA informou que Grossi deseja visitar as instalações da região.
Não há, contudo, uma data marcada oficialmente para realização da inspeção.

"O diretor-geral Grossi mais uma vez enfatizou a importância da AIEA poder viajar para a Usina Nuclear de Zaporozhie para realizar atividades essenciais de segurança, proteção e salvaguardas na maior central nuclear da Ucrânia. A AIEA não pode visitar Zaporozhie desde antes do atual conflito militar na Ucrânia. As forças russas assumiram o controle da usina há mais de quatro meses, mas a equipe ucraniana continua a operá-la. Em comunicações oficiais esta semana, a Ucrânia informou a AIEA sobre a situação 'extremamente difícil' na central nuclear 'devido à pressão constante' sobre seus funcionários", afirma o texto.

Símbolo de perigo radioativo na zona de exclusão de Chernobyl. - Sputnik Brasil, 1920, 09.03.2022
Panorama internacional
Agência Internacional de Energia Atômica diz que corte de energia em Chernobyl não é ameaça crítica
Militares russos, durante a operação especial para desmilitarizar e desnazificar a Ucrânia, assumiram o controle da região de Kherson, no sul do país, e de parte da região de Zaporozhie.
Administrações civis-militares foram formadas nas áreas libertadas. Os moradores podem fazer transações comerciais em rublos russos, a transmissão de canais de TV e estações de rádio russas começou e os laços comerciais com a Crimeia estão sendo restaurados.
As regiões anunciaram planos para que os territórios se tornem parte da Rússia.
No final de maio, o diretor-geral da AIEA afirmou que 30 toneladas de plutônio e 40 toneladas de urânio enriquecido estão armazenadas na Usina Nuclear de Zaporozhie, que está sob controle dos militares russos.

"São 30 mil quilos de plutônio, 40 mil quilos de urânio enriquecido, e meus inspetores não têm acesso a isso", disse Grossi no Fórum Econômico Mundial em Davos, na Suíça.

O presidente do Irã, Ebrahim Raisi, concede coletiva de imprensa em Teerã, 21 de junho de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 06.06.2022
Panorama internacional
Acordo nuclear: Rússia não apoiará resolução na AIEA contra o Irã, diz representante russo
Segundo reportagens anteriores publicadas pela mídia, a Agência Internacional de Energia Atômica estava mantendo conversas com a Ucrânia e a Rússia sobre a admissão de especialistas na central nuclear de Zaporozhie.

"Esperamos ir até lá para evitar que haja um problema ou que acabemos descobrindo que estão faltando algumas centenas de quilos de material para armas nucleares", disse ele.

No final de abril, o Ministério das Relações Exteriores da Rússia negou relatos na mídia ocidental sobre supostos "danos" às instalações nucleares ucranianas.
Também informou que militares russos controlam a situação nas usinas nucleares de Chernobyl e Zaporozhie.
Em 24 de fevereiro de 2022, o presidente da Rússia, Vladimir Putin, anunciou o início de uma operação militar especial para "desmilitarização e desnazificação da Ucrânia".
Durante a operação, as Forças Armadas da Rússia eliminam instalações da infraestrutura militar ucraniana sem realizar ataques contra alvos civis em cidades.
Os militares russos também organizam corredores humanitários para população civil que foge da violência dos neonazistas e nacionalistas.
Estrutura do Novo Confinamento Seguro cobrindo o quarto reator danificado da usina nuclear de Chernobyl, na Ucrânia (foto de arquivo). - Sputnik Brasil, 1920, 10.03.2022
Panorama internacional
Chernobyl: Rússia informa que Belarus restaurou o fornecimento de energia para a usina nuclear
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала