Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

MD russo: autoridades de Carcóvia roubam medicamentos de ajuda humanitária e os revendem na Internet

© Creative CommonsMedicamentos (imagem ilustrativa)
Medicamentos (imagem ilustrativa) - Sputnik Brasil, 1920, 13.07.2022
Nos siga noTelegram
Medicamentos e equipamentos médicos enviados pelo Ocidente estão sendo roubados e vendidos a fins de enriquecimento pessoal.
O Ministério da Defesa da Rússia alertou nesta quarta-feira (13) que autoridades de Carcóvia estão roubando para vender os medicamentos que são fornecidos pelo Ocidente como ajuda humanitária à Ucrânia.
Segundo o coronel-general Mikhail Mizintsev, diretor do Centro Nacional de Gerenciamento de Defesa da Rússia, alguns dos remédios roubados são vendidos em farmácias a preços inflacionados; outros medicamentos que têm ação psicotrópica, como ansiolíticos e antidepressivos, são vendidos na Internet.

"De acordo com informações obtidas por fontes confiáveis, em Carcóvia, para fins de enriquecimento pessoal e com total apoio da administração da cidade, estão roubando medicamentos e equipamentos médicos que foram fornecidos por ocidentais como ajuda humanitária. Eles são vendidos em farmácias locais a preços inflacionados. Substâncias psicotrópicas são vendidas abertamente na Internet", disse Mizintsev.

Mizintsev afirmou que "tais ações criminosas por parte de autoridades ucranianas demonstram completa indiferença com relação ao destino de seus próprios cidadãos e absoluto desrespeito a todas as normas morais e princípios do direito internacional humanitário".
Vladimir Zelensky, presidente ucraniano, vai a reunião com Nancy Pelosi, presidente da Câmara dos Representantes dos EUA (fora da foto), em Kiev, Ucrânia, 1º de maio de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 11.07.2022
Panorama internacional
Autoridades de Kherson acusaram Zelensky de 'lucrar com a guerra'
Na terça-feira (12), Mizintsev informou que nacionalistas ucranianos estão posicionando atiradores de elite dentro de escolas em Carcóvia e instalando minas nas imediações de prédios, sem alertar a população local.
Desde 24 de fevereiro a Rússia vem implementando uma operação militar especial na Ucrânia. O objetivo, de acordo com o presidente da Rússia, Vladimir Putin, é a "desmilitarização e desnazificação da Ucrânia". Nesta quarta-feira (13), mais de 350 militares ucranianos e 20 equipamentos do grupo de operação tática Kakhovka foram eliminados.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала