Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

É improvável que a Alemanha atinja meta de redução da dependência de gás russo, diz agência

© AP Photo / Markus SchreiberO chanceler alemão, Olaf Scholz, participa de reunião semanal de gabinete em Berlim, Alemanha, 6 de julho de 2022
O chanceler alemão, Olaf Scholz, participa de reunião semanal de gabinete em Berlim, Alemanha, 6 de julho de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 13.07.2022
Nos siga noTelegram
Nesta quarta-feira (13), a agência de avaliação de crédito Moody's divulgou um relatório apontando que é improvável que a Alemanha consiga reduzir de forma significativa sua dependência das importações de gás natural russo antes de 2024.
Conforme o relatório publicado pela Moody's, o volume de importações de gás russo pela Alemanha já foi reduzido de 60%, em 2020, para 30% agora. A busca pela diversificação pelas fontes de gás segue em andamento e, por ora, está focada no gás natural liquefeito (GNL).
"No entanto, o objetivo do governo de reduzir sua dependência do gás russo para 10% até 2024 parece ambicioso", diz o relatório.
De acordo com a agência, a Itália está melhor preparada para a crise energética devido à existência de gasodutos ligando o país com o norte da África, assim como terminais de GNL. A Moody's acrescentou que o país europeu pode substituir totalmente as importações de gás russo até 2025.
© AP Photo / Martin MeissnerTanque de gás em planta química em Oberhausen, na Alemanha, em 6 de abril de 2022
Tanque de gás em planta química em Oberhausen, na Alemanha, em 6 de abril de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 13.07.2022
Tanque de gás em planta química em Oberhausen, na Alemanha, em 6 de abril de 2022
A Europa está entrando uma crise energética em meio à operação militar russa na Ucrânia e as sanções contra Moscou podem resultar na suspensão do fornecimento de gás russo para a União Europeia (UE).
Liderados pelos Estados Unidos, os países da UE, inclusive a Alemanha, impuseram um volume inédito de sanções contra a Rússia após o início da operação militar na Ucrânia. As medidas incluem restrições contra o setor de energia russo e metas de redução de importações de gás da Rússia.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала