Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Chanceler austríaco: se inflação não parar na Europa só resta o 'álcool e drogas psicotrópicas'

© AP Photo / Alexander ZemlianichenkoO chanceler austríaco Karl Nehammer fala durante conferência de imprensa
O chanceler austríaco Karl Nehammer fala durante conferência de imprensa - Sputnik Brasil, 1920, 12.07.2022
Nos siga noTelegram
O chanceler austríaco e presidente do Partido Popular Austríaco Karl Nehammer declarou que sem medidas adequadas dos funcionários europeus contra o aumento da inflação, a única solução seria consumir álcool ou substâncias psicotrópicas.
"Esse aumento nos preços, esta inflação, este absurdamente alto nível de gastos de energia. E nós devemos tomar medidas de maneira a não estimular a inflação, mas tentar suprimi-la juntos na União Europeia", disse Nehammer no congresso do partido no estado federal de Tirol.
De acordo com ele, isso é difícil de realizar, mas são precisas urgentemente contramedidas adequadas contra o aumento dos preços e a inflação.
"Se continuarmos assim, você só terá duas opções: álcool ou drogas psicotrópicas. E eu digo que o álcool em princípio é normal. O que é decisivo é fazer brinde somente em caso de se estar bem", acrescentou Nehammer.
No início de julho, o escritório estatístico da União Europeia (UE), Eurostat, divulgou uma estimativa apontando que a inflação anual na zona do euro deve chegar a 8,6%.
O ministro alemão da Economia e Proteção Climática, Robert Habeck, mostra um gráfico com previsões dos níveis de armazenamento de gás ao dar uma entrevista coletiva sobre segurança no fornecimento de energia, em Berlim, 23 de junho de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 04.07.2022
Panorama internacional
Chefe de sindicato alemão alerta para colapso de cadeias industriais inteiras, diz mídia
De acordo com a estimativa, os países com as maiores taxas de inflação na zona do euro em junho eram a Estônia (22%), Lituânia (20,5%), Letônia (19%), Eslováquia (12,5%) e a Grécia (12%).
Já a Áustria enfrenta o maior aumento inflacionário em 47 anos, com 8,7%, conforme dados publicados pelo governo austríaco.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала