Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Após declarar Rússia como ameaça, EUA afirmam que OTAN é defensiva e não tem intenções agressivas

© Sputnik / Stringer / Abrir o banco de imagensCerimônia de boas-vindas ao batalhão multinacional da OTAN liderado pelos EUA na Polônia
Cerimônia de boas-vindas ao batalhão multinacional da OTAN liderado pelos EUA na Polônia - Sputnik Brasil, 1920, 12.07.2022
Nos siga noTelegram
Comentando a declaração do secretário do Conselho de Segurança Nacional da Rússia, Nikolai Patrushev, o Departamento de Estado dos EUA declarou à Sputnik que, na opinião de Washington, a OTAN não tem intenções agressivas em relação a Moscou.
No início deste mês, Patrushev afirmou que a decisão da OTAN de declarar a Rússia sua inimiga está provocando a escalada de tensões e desestabilização de segurança na Europa.
"OTAN é uma aliança defensiva que não representa ameaça a nenhum país e não tem intenções agressivas contra a Rússia", disse à Sputnik um representante do Departamento de Estado comentando as palavras de Patrushev.
Anteriormente, na cúpula da OTAN em Madri, a aliança aprovou um novo conceito estratégico até 2030, no qual a Rússia é considerada como a "ameaça mais significativa e direta" à sua segurança.
O ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, disse recentemente que as negociações sobre garantias de segurança mostram que a OTAN e os EUA não têm qualquer vontade de ter em conta os interesses legítimos da Rússia e interesses da sua segurança.
Soldados dos EUA a bordo de um tanque no sul da Alemanha - Sputnik Brasil, 1920, 06.07.2022
Panorama internacional
Ambição da OTAN por expansão gera instabilidade e cria conflitos em torno do mundo, diz Global Times
Ao mesmo tempo, a OTAN, no contexto de seus próprios planos para um aumento significativo de forças no Leste Europeu perto da fronteira com a Rússia, afirma que não busca um confronto nem ameaça a Rússia, mas apenas fortalece as suas capacidades.
Javier Couso, ex-eurodeputado da Espanha e membro do Grupo da Esquerda Unitária Europeia, disse em entrevista à RT que a OTAN "sempre busca um inimigo, porque se não busca, não tem razão de existir".
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала