Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Turquia pode aderir ao BRICS apesar do desejo de ingressar na UE, diz analista

© Sputnik / Pool / Abrir o banco de imagensO presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, durante encontro com seu equivalente russo, Vladimir Putin, em Sochi, Rússia, 19 de setembro de 2021
O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, durante encontro com seu equivalente russo, Vladimir Putin, em Sochi, Rússia, 19 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 11.07.2022
Nos siga noTelegram
Embora a Turquia se posicione como parte da civilização ocidental, o país não tem planos de rejeitar aderir ao BRICS, composto pelo Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul, e a cooperar com os países do Oriente, tais como a ASEAN ou a OCX (Organização para Cooperação de Xangai), acredita o analista político turco Hasan Selim Ozertem.

"A Turquia, o governo turco, se posiciona como parte da civilização ocidental, o que não significa que a Turquia vai se abster de outros formatos [de cooperação], tais como a OCX [Organização para Cooperação de Xangai] ou ASEAN, ou de uma adesão ao BRICS", afirmou o analista ao discursar durante a discussão da reunião dos ministros das Relações Exteriores do G20, organizada à margem do clube de discussão Valdai.

"Embora a Turquia seja um país candidato à União Europeia – e neste caminho, segundo Ozertem, o país enfrenta certas dificuldades – ela expressou seu interesse na presença das reuniões do BRICS", lembrou o analista. "Contudo, é preciso assumir responsabilidades adicionais para que a Turquia se torne membro do BRICS", esclareceu.
"A Turquia deseja promover o multilateralismo e uma diplomacia multilateral com outros países do mundo. Pertencer à civilização ocidental, isso não significa que nós excluímos as outras partes do mundo. A Turquia quer atuar como uma espécie de ponte entre o Ocidente e o Oriente", salientou Ozertem.
Bandeiras dos países membros do BRICS (imagem de arquivo) - Sputnik Brasil, 1920, 28.06.2022
Panorama internacional
Analista: após expansão, BRICS assumirá liderança no mundo em vez do Ocidente
De acordo com o analista, a Turquia quer se aproveitar em pleno de sua situação geográfica entre o Ocidente e o Oriente.

"Ou seja, quando podemos entender perfeitamente tanto a civilização oriental, seus interesses, suas preocupações, no que diz respeito a diversas questões políticas, como as políticas do Ocidente", acrescentou.

O ministro das Relações Exteriores russo Sergei Lavrov afirmou, em uma sessão plenária dos ministros das Relações Exteriores do G20, que a Rússia seguiria promovendo uma agenda "unificadora", citando como exemplo disso tais projetos de cooperação como o BRICS e a OCX.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала