Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Político alemão sugere reduzir iluminação noturna de edifícios públicos em meio à crise energética

CC BY 2.0 / Flickr.com / www.audio-luci-store.it / Prédio com iluminação externa na Alemanha (imagem de arquivo)
Prédio com iluminação externa na Alemanha (imagem de arquivo) - Sputnik Brasil, 1920, 10.07.2022
Nos siga noTelegram
Sebastian Czaja, líder parlamentar do Partido Liberal Democrático em Berlim, Alemanha, propôs restrições à iluminação de certos edifícios na capital alemã para poupar gastos na energia.
Poderá ser necessário desligar a iluminação dos prédios públicos da capital do país para economizar no consumo de energia na Alemanha, propôs Sebastian Czaja, líder do Partido Liberal Democrático (FDP, na sigla em alemão), na Câmara dos Deputados de Berlim.
Para isso, o parlamentar defendeu diferenciar entre a iluminação necessária para a segurança e a que é para fins estéticos, citou no sábado (9) a revista Der Spiegel.
"Temos muitos objetos relevantes para a segurança, como as passagens subterrâneas, que devem ser iluminados à noite", disse Czaja, mas questionou as luzes em locais como a cúpula do Reichstag.
"Por que a torre de rádio tem que seguir sendo iluminada por baixo após a meia-noite? Outros exemplos são Rotes Rathaus [prefeitura], o Portão de Brandemburgo, o Obelisco da Vitória, a prefeitura de Charlottenburg", questionou Czaja.
Para o líder do FDP, as medidas devem levar a uma economia muito maior.
Em 1923, quase metade de Tóquio foi destruída em forte terremoto. Apesar do alto custo da reconstrução, a cidade foi renovada - Sputnik Brasil, 1920, 05.07.2022
Panorama internacional
Sanções contra Rússia têm efeito bumerangue e provocam inflação alta no Ocidente, diz jornal
"O que esperamos dos cidadãos, o Estado também deve fazer por si mesmo", sublinhou.
Autoridades de várias cidades do país já implementaram medidas para economizar, como em Augsburgo, onde as autoridades anunciaram que deixarão de iluminar seus edifícios históricos à noite, reduzirão a iluminação das ruas e diminuirão a temperatura da água nas piscinas ao ar livre.
No final de junho, a Alemanha ativou o segundo nível de seu plano nacional de emergência de gás, passando para a fase de alerta, depois que a Rússia reduziu suas entregas através do gasoduto Nord Stream (Corrente do Norte).
Os países ocidentais têm imposto sanções multisetoriais contra a Rússia depois que ela começou uma operação militar especial na Ucrânia, desde o congelamento das reservas do Banco Central russo até sanções individuais contra funcionários, militares e empresários do país. Em conjunto com as cada vez maiores restrições à importação do petróleo e do gás russos, isso tem levado a um aumento nos custos energéticos nos países ocidentais.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала