Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Tropas ucranianas atingem cidade de República Popular de Lugansk usando mísseis guiados dos EUA

© AP Photo / Mosa'ab ElshamyUm Sistema de Foguetes de Artilharia de Alta Mobilidade (Himars, na sigla em inglês) faz disparo durante exercícios no sul do Marrocos, em 9 de junho de 2021
Um Sistema de Foguetes de Artilharia de Alta Mobilidade (Himars, na sigla em inglês) faz disparo durante exercícios no sul do Marrocos, em 9 de junho de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.07.2022
Nos siga noTelegram
Tropas ucranianas bombardearam a cidade de Alchevsk na noite de sábado (9) usando o Sistema Americano de Foguetes de Artilharia de Alta Mobilidade (HIMARS, na sigla em inglês).
As informações foram repassdas pelo Centro Conjunto de Controle e Coordenação sobre o Cessar-Fogo da República Popular de Lugansk (RPD).
"O bombardeio foi registrado do lado das Forças Armadas da Ucrânia a 01h10 [19h10 no horário de Brasília] em Alchevsk, com o uso do sistema de múltiplo lançamento de foguetes HIMARS", disse o oficial da missão da RPD em um comunicado.
Ainda de acordo com o texto, quatro mísseis foram lançados.
Tanque T-80 da Milícia Popular da RPL nos arredores de Lisichansk, 2 de julho de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 04.07.2022
Panorama internacional
Ucrânia perde controle sobre suas forças em retirada da República de Lugansk, diz MD da Rússia
Na sexta-feira (8), o presidente dos EUA, Joe Biden, autorizou um novo pacote de US$ 400 milhões (R$ 2,1 bilhões) em assistência militar adicional à Ucrânia.
O Departamento de Defesa dos EUA disse que o pacote de ajuda inclui quatro HIMARS, 1.000 munições de artilharia de 155 milímetros com maior capacidade de precisão, sistemas de contra-bateria e outros equipamentos.
Com o novo pacote milionário, a ajuda militar dos EUA à Ucrânia já totaliza US$ 7,32 bilhões (R$ 38,47 bilhões) desde o começo da operação militar especial da Rússia no país.
Civis são evacuados do território da usina química de Azot, em Severodonetsk, República Popular de Lugansk, 26 de junho de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 26.06.2022
Panorama internacional
Forças da RPL libertam mais 250 civis da planta de Azot, em Severodonetsk
A Rússia denunciou repetidamente um fluxo contínuo de armas do Ocidente para a zona de conflito na Ucrânia, dizendo que isso joga gasolina no fogo e atrapalha as perspectivas do processo de negociação.
A Rússia iniciou a operação militar especial na Ucrânia em 24 de fevereiro, com o objetivo de "desmilitarizar" e "desnazificar" o país, após pedido de ajuda das repúblicas populares de Donetsk (RPD) e Lugansk (RPL) para combater ataques de tropas ucranianas.
A missão, segundo o Ministério da Defesa russo, tem como alvo apenas a infraestrutura militar da Ucrânia.
Além disso, as Forças Armadas da Rússia têm acusado militares ucranianos de usar "métodos terroristas" nos combates, como fazer civis de "escudo humano" e se alojar em construções não militares.
Soldados ucranianos perto de um tanque nas posições perto da cidade de Mariupol, em Donbass - Sputnik Brasil, 1920, 19.06.2022
Panorama internacional
Na República de Lugansk militares ucranianos abandonaram suas posições e armamentos, diz MD russo
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала