Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

General dos EUA revela principais alvos de ataque em caso de conflito com China

© Foto / Marinha dos EUA/ John KowalskiMíssil Trident II D5 desarmado é lançado do submarino de mísseis balísticos USS Rhode Island, da classe Ohio (imagem referencial)
Míssil Trident II D5 desarmado é lançado do submarino de mísseis balísticos USS Rhode Island, da classe Ohio (imagem referencial) - Sputnik Brasil, 1920, 09.07.2022
Nos siga noTelegram
Em caso de guerra com a China, os alvos principais a serem atacados pelos Estados Unidos serão os centros de comando e logística, disse o comandante do Corpo de Fuzileiros Navais dos EUA, general David Berger, no centro analítico Hudson Institute.
O comandante norte-americano notou que a questão logística é tão crucial agora quanto as informações de inteligência, tornando-a o fator mais importante no planejamento de uma operação.
Ao ser perguntado o que os EUA vão fazer se ficarem frente a frente com uma nação como a China, Berger disse que, "no início, vamos atingir os pontos delicados. Como devem imaginar, trata-se de cada uma das partes da logística e do mecanismo de comando e controle".
O general também disse que, nos últimos 20 anos, a China tem se empenhado em métodos para enfraquecer o comando e controle do Exército dos EUA. "Se houver um combate, eles também podem alvejar o nosso mecanismo de comando e controle'", observou.
O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Zhao Lijian, gesticula durante uma declaração em Pequim no escritório da Chancelaria chinesa, em 24 de fevereiro de 2020. - Sputnik Brasil, 1920, 05.06.2022
Panorama internacional
China ilustra 'o quanto os EUA amam a guerra' destacando quantidade de dinheiro enviado à Ucrânia
Recentemente, o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Zhao Lijian, rotulou os EUA de "país mais beligerante da história mundial" e de ameaça à paz e ao desenvolvimento no mundo.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала