- Sputnik Brasil, 1920
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Em Diadema, Lula diz que 'orçamento secreto é a maior bandidagem já feita em 200 anos'

© Folhapress / Roberto Sungi O pré-candidato à Presidência Luiz Inácio Lula da Silva (PT), na foto, com Geraldo Alckmin (PSB), participa de ato público do PT na cidade de Diadema (SP), em 9 de julho de 2022
O pré-candidato à Presidência Luiz Inácio Lula da Silva (PT), na foto, com Geraldo Alckmin (PSB), participa de ato público do PT na cidade de Diadema (SP), em 9 de julho de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 09.07.2022
Nos siga noTelegram
Diadema, no ABC paulista, foi primeira cidade administrada pelo PT, a partir de 1983. No evento convocado por partidos de esquerda que apoiam a pré-candidatura do petista, Lula disse que "precisamos resgatar essa bandeira [do Brasil]. Ela é de quem trabalha. Os caras dele (Bolsonaro) usam a bandeira e vão para Miami depois gastar dinheiro".
Durante neste sábado (9) o ex-presidente Lula, discursando em Diadema na Grande São Paulo, afirmou que o vai colocar "ordem na casa" ao dialogar com o Congresso, se eleito, sobre o orçamento secreto, segundo o jornal O Globo.
"O orçamento secreto é a maior bandidagem já feita em 200 anos. Vamos ter que discutir [isso] com o Congresso. Quem administra o orçamento é o governo. O Congresso legisla e o Judiciário julga. Uma das nossas tarefas, minha e do Alckmin, é a de colocar ordem na casa", disse o petista citado pela mídia.
Lula também relembrou que o governo do presidente Jair Bolsonaro (PL), no auge da pandemia no Brasil, propôs que o auxílio emergencial fosse de R$ 200 enquanto a oposição defendia R$ 600.
O ex-presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva (PT) participa de evento em Belo Horizonte, Minas Gerais, em 9 de maio de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 06.07.2022
Notícias do Brasil
'Povo brasileiro tem visto desastre do governo de Bolsonaro', diz Lula à Sputnik
O petista ainda destacou que a ajuda e os benefícios previstos na PEC para taxistas e motoristas de caminhão só valerão "até dezembro" e chamou Bolsonaro de "fascista", que "acha que o povo vai aceitar ser tratado como gado".

"Ele quer dar R$ 600 ao povo até dezembro. Não recuse o dinheiro. Mas na hora do voto é preciso votar em quem vai cuidar desse país. Se esse dinheiro cair na conta de vocês, peguem e comprem o que [puderem para] comer. E na hora de votar deem uma banana pra ele [Bolsonaro]", declarou.

Diadema, no ABC paulista, foi primeira cidade administrada pelo PT, a partir de 1983. O evento apresentou a chapa do pré-candidato do PT ao governo paulista, Fernando Haddad, com o ex-governador Márcio França (PSB) como candidato ao Senado. França desistiu da candidatura para ajudar a consolidar a aliança nacional entre PT e PSB.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала